‘VI Conferência Municipal de Saúde’ acontece até este sábado na Capital

Por - em 69

A ‘VI Conferência Municipal de Saúde’, realizada pela Secretaria de Saúde de João Pessoa, começou nesta quinta-feira (14) e segue até este sábado (16) abordando o tema ‘Todos usam SUS! SUS na Seguridade Social, Política Pública e Patrimônio do Povo Brasileiro’. O evento acontece até sábado (14), no Espaço Cultural José Lins do Rego, no bairro de Tambauzinho, reunindo usuários, gestores e entidades que fazem o controle social, como Orçamento Democrático, Ouvidorias e Ministério Público.

Na solenidade de abertura, o prefeito Luciano Agra ressaltou a importância das discussões para a realização da Conferência Nacional, como também a oportunidade do governo mostrar os avanços na área e todo o trabalho feito na estruturação física e de pessoal.

“Eu entendo que esse tipo de fórum é extremamente importante para debater os problemas e propor soluções para os desafios que temos pela frente. O encontro também dar oportunidades do governo mostrar os avanços nos indicadores e o trabalho para a melhoria da rede física e de pessoal”, declarou o prefeito.

Luciano Agra também destacou a valorização do servidor. “Temos o PCCR e de dezembro de 2010 para cá contratamos mais de 600 profissionais com a intenção de renovar o quadro, mas também de preparar o pessoal para os novos equipamentos que vão entrar em funcionamento no município já em agosto, pois de todas as inaugurações previstas, pelo menos cinco são na área de saúde”, disse o prefeito.

O evento também teve a presença do governado Ricardo Coutinho; do chefe de gabinete do Ministério da Saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales, que representou o ministro da Saúde Alexandre Padilha, e várias outras autoridades.

Melhorias – O governado da Paraíba falou sobre as mudanças implementadas no Sistema Único da Saúde em João Pessoa pela administração municipal, que deram um perfil diferenciado na estruturação da rede, na forma de atendimento e nos caminhos que devem ser seguidos para a construção, também no município, de um Sistema Único de Saúde.

“O sistema de saúde mudou muito em João Pessoa. Se olharmos no ponto de vista de como eram as unidades de saúde básica, e como são hoje, vamos ver uma diferença muito forte no acolhimento das pessoas e da estruturação da própria rede. Mudou também porque o município chamou para si a responsabilidade de ter alta complexidade e urgência e emergência”, afirmou.

A secretária de Saúde, Roseana Meira citou a responsabilidade da Conferência na análise das ações da gestão municipal na área de saúde e na reflexão da construção de políticas públicas. “Esse momento nos possibilita fazer uma reflexão principalmente da co-responsabilização dos diferentes atores que constroem o SUS: trabalhadores, gestores, usuários, controle social. É importante que nesse momento tenhamos essa responsabilidade de ver que o SUS tem muito a caminhar, mas isso só acontece se cada um de nós tiver essa co-responsabilidade nessa construção”, afirmou.

Discussões – Durante a Conferência Municipal de Saúde serão propostas as diretrizes e prioridades para a plena garantia da saúde como direito fundamental do ser humano e como política de Estado, condicionada e condicionante do desenvolvimento humano, econômico e social. Nos três dias de encontro serão realizadas mesas redondas, grupos de trabalho e realizações de plenárias. O resultado das questões apontadas durante o evento será relevante para a construção da política de saúde municipal.

Na Conferência também serão definidas as diretrizes para a atuação e fortalecimento da participação social na perspectiva da plena garantia da implementação do SUS. Após a Conferência em âmbito municipal, serão realizadas as conferências em cada Estado e a Nacional, que ocorrerão nos meses de outubro e dezembro, respectivamente.