‘Cine Volante’ exibe vídeos no Porto do Capim e na Penha

Por - em 48

“Condutor de Metais”, de Alexandre Macedo, “Visões do Mangue”, de Elisa Cabral, e “Duas Vezes não se Faz”, de Marcos Vilar, são os vídeos exibidos no projeto Cine Volante desta semana. As sessões acontecem nesta quarta-feira (22) e quinta-feira (23), sempre a partir das 19h. As comunidades do Porto do Capim e da Penha são as beneficiadas desta vez. A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), através da Divisão de Audiovisual.

O vídeo do jornalista e videasta Alexandre Macedo foi lançado em 2007. A obra é um recorte da rotina diária de Sinval, bastante conhecido no Centro Histórico da capital. Ele é catador e vendedor de material reciclável. Chama a atenção o visual excêntrico e a linguagem peculiar que o personagem utiliza para se comunicar, como se possuísse um idioma próprio, regado de histórias fantasiosas. Enquanto isso, “Visões do Mangue”, de Elisa Cabral, foi lançado em 1983. O trabalho mostra os pescadores de caranguejos e suas representações ideológicas, relacionadas com as atividades nos manguezais próximos a João Pessoa. Ambos serão exibidos na quarta-feira (22), no Porto do Capim.

Já “Duas Vezes não se Faz”, de Marcos Vilar, foi lançado em 2008. Trata-se de uma espécie de poema traduzido em sons e imagens. Permeia o filme a esperança de preservação das falésias, em especial da barreira do Cabo branco. A exibição do trabalho será na Penha, próximo à pracinha do bairro.

O projeto – O Cine Volante possui cinco anos de existência e já circulou para centenas de pessoas em diferentes localidades de João Pessoa. Os filmes exibidos são geralmente obras paraibanas, que estão fora do circuito comercial. A iniciativa faz com que a população tenha acesso a essas obras. A intenção é levar os trabalhos às comunidades onde ocorreu cada filmagem, ou nas localidades que serviram de conteúdo para as histórias.