‘Dia de Campo’ reúne agricultores e 150 universitários, nesta terça

Por - em 45

Agricultores da região polarizada por João Pessoa e mais de 150 estudantes universitários participam nesta terça-feira (10) de um ‘Dia de Campo’ sobre técnicas de produção agroecológica. O evento, que ocorre nas comunidades de Mussumagro, Engenho Velho e Gramame a partir das 8h, é uma realização da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) por meio de sua Secretaria de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas na Paraíba (Sebrae-PB) e a Associação para o Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (Scientec).

O ‘Dia de Campo’, que tem como objetivo difundir o conhecimento sobre a produção de alimentos orgânicos e agricultura sustentável, terá início na Comunidade Mussumagro, próximo à igrejinha católica local. Lá será apresentado um painel registrando os principais resultados do Projeto Cinturão Verde, além de uma rápida exposição do material adquirido com apoio do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) para instalação de unidades demonstrativas.

Biodigestores – Em seguida, o professor Américo Perazzo, vinculado ao Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), localizado em Areia (PB), fará uma apresentação sobre instalação, operação e manutenção de biodigestores associados à suinocultura. “A data é importante porque marcará o início do calendário agrícola para a maioria das lavouras que compõem a agricultura familiar na Zona da Mata Sul”, diz Roberto Vital, diretor de apoio à Produção Agrícola da Sedesp.

Haverá também a visita aos projetos atendidos pelo Cinturão Verde (conferir no programa abaixo), palestras e apresentação de tecnologias ecologicamente corretas aplicadas na Zona Rural da Capital, como o biodigestor e a elaboração de compostagem e biofertilizantes. As inscrições acontecerão no local, onde será servido um café da manhã aos participantes e, mais tarde, um almoço no sítio de Dona Noêmia, localizado às margens da PB-008.

Temas – As demais estações do evento se darão em outros sítios localizados próximo à PB-008, cerca de seis quilômetros dali, bem mais contextualizados com cada tema a ser apresentado, tais como: formação de compostagens orgânicas, formulação de biofertilizantes, composição e aplicação de biodefensivos, fitotecnia geral da banana, comercialização de produtos agroecológicos, avicultura caipira, cultivos diversificados e ecologicamente equilibrados e, por último, crédito rural especial via Pronaf-Banco do Brasil e/ou Fundo Empreender-JP.

“É uma oportunidade de divulgar e aprimorar o que pode ser feito nesta linha de trabalho e trocar experiências com esses produtores que têm interesse em adotar sistemas de produção agroecológica”, explica Roberto Vital. Ele destaca que a maioria dos agricultores participantes do evento vive na Zona Rural de João Pessoa.

Para o secretário da Sedesp, Raimundo Nunes Pereira, algumas tecnologias discutidas no dia de campo estão sendo implantadas na Zona Rural da Capital por meio de projeto Cinturão Verde, iniciativa da Prefeitura de João Pessoa que estimula o desenvolvimento de sistemas agroecológicos, contribuindo na produção de alimentos mais saudáveis e a geração de renda para as famílias.

Programação

8h – Inscrições na antiga Casa de Farinha na Comunidade de Mussumagro, onde será servido café-da-manhã.

9h – Assentamento Barra do Gramame (Sítio do Sr. Valdir) onde se realizarão as seguintes estações :
a) Fertilização Orgânica – formação de compostagem e biofertilizantes;
b) Defensivos orgânicos e/ou naturais- elaboração e aplicação,
c) Bananicultura – Reprodução por rizomas e fitotecnia geral da banana,
d) Artesanato em palha de banana,
e) Comercialização direta – A experiência da Prohort e Conab.

12h – Almoço no Sítio de D. Noêmia, às margens da PB-008.

13h – Sítio Guaximduba, do Sr. Arlindo, onde se desenvolverão as estações seguintes:
a) Avicultura Caipira,
b) Passeio demonstrativo em cultivo agroecológico bem equilibrado,
c) Crédito Rural – Pronaf, a cargo do Banco do Brasil e Empreender-JP, a cargo da Sedesp.