‘Mais Você’ destaca as belezas, culinária e a arquitetura de JP

Por - em 31

As impressões de uma cidade que nasceu na beira do rio – onde até hoje ainda descansam estilos arquitetônicos coloniais – e desponta nas margens do oceano, com a contemporaneidade da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes. Todo esse charme da Capital paraibana foi destaque nesta segunda-feira (26), no quadro ‘Mais Brasil’, dentro do programa ‘Mais Você’, apresentado por Ana Maria Braga, na Rede Globo.

Particularidades como gastronomia, Centro Histórico, praias, artistas, além dos títulos de ‘segunda mais verde do mundo’ e de ‘extremo oriental das américas’ também foram lembrados. A região metropolitana de João Pessoa, em especial as imagens do pôr-do-sol do Jacaré (embaladas pelo ‘Bolero’ de Ravel), que foi ressaltado como ‘o mais bonito do Nordeste’.

Antes do quadro ‘Mais Brasil’ ser rodado, a apresentadora Ana Maria Braga fez uma observação aos telespectadores. “João Pessoa, Capital da Paraíba. Imperdível”, ressaltou ela. Logo nas primeiras imagens, a repórter Juliana Dias já anunciava que iria desembarcar na cidade “onde o Sol nasce primeiro”, no ponto mais oriental das américas. Ela destacou ainda nas cenas iniciais que a Ponta do Seixas era um dos marcos geográficos mais importantes do Brasil e do mundo.

“E o amanhecer da cidade é só um aperitivo, pois a capital da Paraíba tem muito mais a oferecer”, observou a repórter. Nesse momento, foi chamada a atenção para os 40 quilômetros de litoral da Grande João Pessoa, com praias limpas e próprias ao banho mesmo nos trechos mais urbanizados.

No quesito gastronomia, foi mostrado o ‘sovaco de cobra’, feito com carne de sol moída, cebola, milho verde e manteiga de garrafa (ou da terra). Também tiveram espaço na reportagem outras delícias da culinária local, como pratos a base de bode – pernil, costela, buchada. Ainda teve vez o doce tradicional ‘cartola’, que leva banana, queijo manteiga, açúcar e chocolate.

O charme e as particularidades da arquitetura do Centro Histórico de uma das capitais mais antigas do Brasil, segundo a repórter, “nos remete às raízes do nosso País”, enfatizou Juliana Dias. No passeio visual a partir das imagens do rio Sanhauá em direção ao mar, o contraste da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes foi apresentado como um símbolo importante da arquitetura moderna, saído das mãos de Oscar Niemeyer.

A reportagem contou ainda uma palhinha do grupo ‘Clã Brasil’ e da cantora Flávia Venceslau, destacada como ‘voz revelação’. Também foi elogiado o artesanato paraibano, em especial o bordado. Até o ônibus náutico, que faz a travessia entre Cabedelo e Forte Velho, foi lembrado. O show de imagens, que começou com o amanhecer na Capital, foi encerrado com majestade pelo pôr-do-sol da Praia do Jacaré, às margens do Rio Paraíba. Seguindo a tradição, o astro rei se despediu reverenciado pelo ‘Bolero’ de Ravel.