‘Palavra Plantada’ passa a atender Mangabeira, a partir de domingo

Por - em 38

Os amantes da poesia ganham um presente especial no aniversário de três anos do projeto ‘Palavra Plantada’, que está sendo comemorado durante todo o mês de junho. A partir da edição deste domingo (15), às 16h, no Centro da Juventude Hilton Veloso Filho, o projeto passa a atender o bairro de Mangabeira, dando a oportunidade aos moradores do bairro e adjacências de mais uma opção de lazer saudável e gratuita. A promoção é da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope) e em parceria com o Centro da Juventude de Mangabeira, o Comitê Gestor da Praça do Coqueiral e agentes culturais do bairro.

Na ocasião, acontecem performances poéticas, com poetas locais, cantoria com o cantor e compositor João Jaguaribe, apresentação de música instrumental com a Orquestra ‘Unha de gato’, sob a regência do maestro Bebé de Natércio; a música do Piauí, com Socorro Fernandes e Givandro, além de apresentações de danças e roda de leitura.

O encontro – O ‘Palavra Plantada’ consiste em reunir pessoas para, em torno dos livros, declamar poesia, cantar e até dançar. A experiência já acontece há três anos, no Auditório Jequitibá do Parque Arruda Câmara (antigo restaurante da Bica), uma vez por mês, durante a tarde do primeiro domingo de cada mês.

Segundo seus idealizadores, a versão ampliada do projeto Palavra Plantada é fruto da necessidade daquele bairro que, até então, não possui projetos literários desta natureza e que encontra no ‘Palavra Plantada’ a possibilidade de sedimentar uma prática contínua de leitura, fora do ambiente escolar e, portanto, longe do registro usual de obrigatoriedade. “A idéia é instigar a abertura de várias rodas de leituras poéticas pela cidade”, informou a professora Nara Limeira, da coordenação do encontro literário.

O projeto vai funcionar no bairro, com periodicidade mensal, sendo realizado sempre no terceiro domingo de cada mês, no horário das 16h às 18h, no Centro da Juventude Hylton Veloso Filho, localizado na Rua Arnaldo de Barros Moreira, 71, Mangabeira II, por traz da Escola Estadual Luiz Ramalho.

Zuma Nunes, coordenador do Centro do Centro da Juventude Hilton Veloso, revela a sua impressão com a chegada deste projeto. “É muito prazeroso pra nós, do Centro da Juventude receber um projeto como o Palavra Plantada, que é uma iniciativa interessante e traz a perspectiva da interação entre as pessoas através da poesia, além de que é um programa de caráter educativo não formal e aborda por meio da artes, temas de extrema relevância para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades, como ecologia, importância da vida, harmonia e saberes populares, portanto é uma satisfação acolher os poetas e a comunidade numa mesma ocasião”.