‘João Pessoa Vida Saudável’ leva esporte e lazer para praças da Capital

Por - em 471

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população da cidade, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) criou e implantou o Projeto João Pessoa Vida Saudável em 2006. As atividades do projeto acontecem de segunda-feira a sexta-feira, em 16 praças da Capital, sempre supervisionadas por profissionais de Educação Física.

O `João Pessoa Vida Saudável´ é realizado através de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) e Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), todas trabalhando no intuito de requalificar os espaços públicos de lazer para ampliação dos locais de atuação do projeto. A iniciativa visa orientar a população na construção de modos de vida saudáveis, ampliando o acesso de políticas públicas de promoção da saúde, como também, potencializando os espaços públicos de lazer para o enfrentamento da violência urbana ao seu redor, a fim de fortalecer a participação social do cidadão.

O Projeto conta com aproximadamente 30 profissionais desenvolvendo ações em 16 praças municipais e realizando atividades em outros serviços de saúde, como Unidades de Saúde da Família (USFs), Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e outros equipamentos da PMJP. Entre as ações desenvolvidas estão orientação à caminhada, ginástica, jogos esportivos e populares, passeios temáticos e atividades educativas. Todo o trabalho é direcionado às pessoas de todas as idades e acontecem de segunda-feira a sexta-feira, das 5h30 às 7h30 e das 16h30 às 19h30.

Praças – Os 16 espaços públicos onde os cidadãos pessoenses podem participar do Projeto são: Praça Dr. Lauro Vanderley, no Funcionários I; Praça Aquiles Leão (Onze), Jaguaribe; Praça Manoel Pereira Júnior (Bela), Funcionários II; Praça Erasmo Lucena, no Cristo; Praça da Amizade, Rangel; Praça da Esperança, no Gervásio Maia; Praça Ellen Lucy (Coqueiral), Mangabeira; Praça da Paz, Bancários; Praça da Cidadania, no Alto do Céu, em Mandacaru; Praça da Conquista, Padre Zé; Praça Assis Chateaubriand, Treze de Maio; Praça Nossa Senhora da Paz, no Castelo Branco; Praça São Gonçalo (Tiradentes), Torre; Praça Djalma Gomes da Fonseca (Cajú), no Bessa, e praças Alcides Carneiro e do Skate, no bairro de Manaíra.

Usuários – De acordo com a dona de casa Laíz Félix, 49 anos, que participa do Projeto há um ano, tudo mudou depois que ela iniciou as atividades. “Muito bom. Depois que eu comecei a fazer as atividades, me desenvolvi mais fisicamente, aumentou a minha flexibilidade. O que eu mais gosto de fazer é a aeróbica, porque mexe com todo o corpo. Essa iniciativa dá oportunidade para aquelas pessoas que não têm condições financeiras”, disse.

Rosimere dos Santos está participando pela segunda vez das atividades do Projeto e disse que pretende continuar. “Isso aqui é bom para gente que trabalha o dia inteiro e não tem tempo. Um projeto muito importante porque ajuda principalmente os idosos a ter uma vida melhor”, falou.

Qualificação dos professores – A professora de Educação Física, Íris Cavalcanti, informou que os cursos oferecidos aos educadores do projeto pela Prefeitura Municipal de João Pessoa são relacionados à saúde em geral. “A gente aprende sobre as endemias, a exemplo da dengue, a questão do tabagismo, a hipertensão, entre outros assuntos relacionados ao esporte e melhores condições de vida. As aulas do projeto são de aeróbica, ginástica localizada, alongamento, massagem, relaxamento e aulas temáticas”, explicou.

Ainda de acordo com Íris, até uma feira cultural é realizada no mês de dezembro, onde os alunos e alunas confeccionam algum material artesanal e se juntam para vender os produtos feitos por eles. A faixa etária dos alunos é de 15 até 60 anos. “Desde outubro de 2009, praticamente dois anos, estou participando do Vida Saudável e isso é muito gratificante pelos resultados obtidos com os alunos”, revelou.

Outra professora de Educação Física, Érica Maia, falou que desde 2006 o projeto está funcionando com ações de qualidade de vida e bem estar para a população. “O Projeto está se fortalecendo cada vez mais, o que nos estimula sempre mais. A prefeitura nos dá total apoio, a exemplo dos cursos de capacitação”. Segundo Érica, o principal objetivo do Projeto é o combate ao sedentarismo, fazendo com que as pessoas se movimentem em busca de qualidade de vida.

Segundo Érica, os participantes relatam as melhorias. “São pessoas ociosas, depressivas que vem participar e saem transformadas, sem falar das que chegam e falam da melhoria na saúde, como pressão alta, controle da diabetes e ainda conseguem perder peso, que é o que mais os alunos querem”, comentou.