‘No Calor da Estação’ começa neste sábado com Vinícius de Lucena

Por - em 53

A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes inicia neste sábado (7) o projeto de férias “No Calor da Estação”, que prevê atrações musicais, artes plásticas, cinema e oficinas artísticas e pedagógicas para a população que passar por um dos pontos culturais mais visitados da cidade de João Pessoa. As atividades, que envolvem também sete outros projetos, começam com um recital de violão de Vinicius de Lucena, às 18h, no auditório. A entrada é aberta ao público.

O violonista Vinícius de Lucena tem participado de vários eventos para intérpretes, como o Festival de Inverno de Campina Grande, o III Festival de Música Instrumental BNB e o 42º Festival Internacional de Campos do Jordão, mais tradicional e concorrido festival de música erudita do Brasil.

Vinicius desenvolve também atividades de ensino de violão popular e erudito, cavaquinho e bandolim. É arranjador, diretor musical e cultiva seu lado musicólogo com um trabalho de pesquisa e transcrição da obra de Canhoto da Paraíba, além de desenvolver projetos de resgate de obras brasileiras escritas para violão.

Outros projetos – O Estacine, incluído na programação do “No Calor da Estação”, vai exibir o filme “Trair e Coçar é só começar”, no sábado (7) e domingo (8), às 18h, na Sala de Audiovisual, localizado no segundo pavimento da Torre Mirante.

No domingo (8), também a partir das 18h, os músicos Toni Silva, Rinah Souto, Matheus Andrade e Nido Fernandes se apresentam no Auditório, dentro do projeto Estação Fim de Tarde. Paralelo às atrações musicais, haverá ainda, às 17h, no Anfiteatro, apresentação de grupo de cultura popular da região cantando ciranda, coco de roda, lapinhas e outros folguedos, integrando o projeto Circuito Cultural das Praças.

Toda terça-feira do mês de janeiro (dias 3, 10, 17, 24 e 31) acontece a oficina de Capoeira e Maculêle com o mestre Tiririca, sempre às 18h, no Anfiteatro.

Além das atividades artísticas do projeto “No Calor da Estação”, haverá ainda o Espaço Crescer, no período de 4 a 12 de janeiro, no Salão Panorâmico, com atividades lúdicas voltadas para o público infantil, a exemplo de oficinas artísticas pedagógicas de origami, violão, flauta, contação de estórias e recreação.

A curadoria da Estação Cabo Branco programou para este mês de janeiro várias exposições, a exemplo de Memórias de Trombone e CT de Moda e Couro do Senai, que ficam abertas para visitação pública até o dia 10 deste mês.

No segundo pavimento da Torre, o público poderá conferir a exposição de artes plásticas Acesso Restrito, de autoria de Danielle Travassos, e a exposição fotográfica Declare seu amor por João Pessoa, que permanecem no local até o dia 17. No dia 20 será aberta a exposição Infância e Paz.

O Caminho do Conhecimento neste mês de janeiro funcionará de terça a sextas-feiras pela manhã (9 às 10h30), à tarde (15h30 e 16h30) e à noite (18h, 19h e 20h). Nos sábados e domingos, pela manhã (10h30, 11h), tarde (15h30, 16h, 16h30, 17h e 17h30) e noite (18h30, 19h, 19h30).

As sessões do Planetário, localizado no primeiro pavimento da Torre Mirante, acontecem de terça a sexta-feira pela manhã (9h30, 10h30 e 11h30), à tarde (14h30, 15h30, 16h30) e à noite (18h, 19h e 20h). Também vai funcionar aos sábados e domingos.

As observações com telescópios neste mês de janeiro acontecerão nas terças, quintas e domingos, de 18h as 20h40. No período de 3 a 10 haverá observação da lua e de 17 a 31 o público poderá observar os planetas Vênus e Júpiter no Terraço Panorâmico da Estação Cabo Branco.

No Calor da Estação – O projeto é uma junção de sete outros projetos que acontece anualmente na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes que levam arte, cultura, lazer e educação para a comunidade.

“Elaboramos uma programação gratuita e de qualidade que visa atender não apenas os jovens, mas as crianças e adultos”, disse o chefe do Setor de Programas e Atividades da Estação Cabo Branco, Rivaldo Dias.