27 mulheres recebem prêmio em evento no teatro Ariano Suassuna

Por - em 37

A entrega do 2º prêmio Mulheres Fazendo História, Patrimônio da Cidade foi realizada na noite de quinta-feira (20), no teatro Ariano Suassuna, no Colégio Pio X, com a participação de 27 mulheres que se destacaram na cidade de João Pessoa e que tiveram seus nomes lembrados pelo desempenho em nove categorias do prêmio.

A representante do Fórum de Mulheres da Paraíba, Onélia Freitas, classificou o momento como importante. “São pessoas simples, mas que na sua simplicidade conseguem mudar a vida de muitas pessoas”, comentou. Nézia Gomes, coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, disse que o prêmio é um reconhecimento da contribuição das mulheres nos diversos segmentos da sociedade. A proposta é homenagear as mulheres que no seu cotidiano constroem nossa cidade. É uma forma de reconhecer e registrar essa contribuição para a construção da nossa história, destacou.

Cristiane Lucena, representante do Movimento Marcha Mundial de Mulheres, disse estar feliz por participar da premiação. “Estou honrada por ter sido convidada a participar deste prêmio. Temos que lutar juntas para sanar as diferenças”. As escolhas foram regidas por alguns critérios, como: mulheres que constroem uma história de luta pelos direitos humanos, que contribuem para o fortalecimento da cidadania das mulheres e que se destacam em suas áreas de atuação.

A baiana Maria dos Anjos Mendes Gomes, a Doci, chegou a João Pessoa para investir numa nova escola e num novo método de ensino. Com o passar dos tempos, apaixonou-se ainda mais pela causa e implantou, no Vale do Gramame, a Escola Viva Olho do Tempo, que ajuda jovens carentes a descobrirem seus valores. Atualmente a escola atende a mais de 100 crianças e adolescentes, com aulas de música, informática e teatro. Ela também é uma das responsáveis pelo processo de reconstrução da identidade das comunidades que integram o Vale do Gramame. Doci foi uma das homenageadas, na área da educação, juntamente com Ana Coutinho, Neuza Barbosa (Educação Ambiental) e Maria de Fátima dos Santos (Escola Tharsilla Barbosa). Todas foram agraciadas com um troféu entregue pelas autoridades presentes.

Confira as outras homenageadas:

Comunicação e Mídia – Fátima Souza (Mana), Edileide Villaça, Joana Berlamino

Cultura e Arte – Eunice Dias (Chorinho/Música), Kaline Lima (Movimento Hip Hop), Penha Cirandeira (Cultura Popular)

Saúde – Terezinha de Lizeux (assistente social), Euphrasia Joseph Nyaki (práticas alternativas), Miriam Ferreira da Silva (médica – trabalho com pessoas vivendo com HIV/Aids)

Direitos Humanos – Nazaré Zenaide (UFPB), Cândida Magalhães (advogada), Luza (Profissionais do Sexo)

Lideranças Populares – Dilei (MST), Elizabeth Teixeira, Fátima (Gervásio Maia)

Gestão Pública, Justiça e Legislativo – Sandra Marrocos (Vereadora), Estelizabel Bezerra (Gestora), Soraya Escorel (Promotora de Justiça)

Movimento Feminista – Lourdes Meira, Luciana Cândido, Solange Rocha

Trabalho – Maria José Medeiros (Dona Lia), Alzira Serafim e Terezinha Porto.