280 contratos de empréstimos são liberados pelo Empreender

Por - em 38

Aproximadamente 300 pessoas lotaram, na manhã desta terça-feira (25), o Teatro Armando Monteiro Neto, no Sesi Centro, em João Pessoa, para assistir à solenidade de liberação de 280 novos contratos de empréstimo do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP). No total foram pagos ao grupo de beneficiários R$ 591.980,00, uma média de R$ 2.114,21 por contrato, a maior liberação de crédito dos quatro anos do programa. Até o final do ano, o Empreender-JP ainda deve fechar mais 800 contratos.

Em agosto, o programa comemora quatro anos de existência, com 7,2 mil beneficiários e R$ 16,8 milhões investidos. “O Empreender-JP é um desses casos que a gente comemora a cada mês que passa. Esse programa é tratado como a jóia rara da coroa”, elogiou o prefeito Ricardo Coutinho durante a cerimônia de liberação dos novos contratos.

Antes do evento ele conversou com a imprensa e lembrou que há cinco meses João Pessoa vem registrando recordes seguidos na geração de empregos formais e que o Empreender-JP tem participação nesses resultados. “É verdade que o público principal do programa é o mercado informal. Mas o Empreender atua na cadeia produtiva de baixo para cima. Esses empreendedores compram suas mercadorias das empresas formais e vão estimulando toda a economia”, declarou.

“Se tivéssemos liberado R$ 300 mil por ano ao longo desses quatro anos, estaríamos satisfeitos. Afinal esse é o primeiro programa de microcrédito criado por uma Prefeitura. Mas foram R$ 4,2 milhões por ano. É muito gratificante”, lembrou o prefeito.

Além de Ricardo Coutinho, participaram da mesa do evento o secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável da Produção, Raimundo Nunes; o secretário-adjunto da Sedesp, Lucius Fabianni; o gerente-executivo do Banco do Brasil, Francisco Alves dos Santos; o superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho; o vereador Aristávora Santos, e a representante da Associação das Microempresas de João Pessoa, Josineide França.

O primeiro cheque de empréstimo foi recebido pela comerciante Maria das Dores de Mendonça Sales, das mãos do secretário Raimundo Nunes. Em seguida foi a vez de Valcones França do Nascimento, que recebeu o cheque do secretário-adjunto da Sedesp, Lucius Fabianni. O terceiro empréstimo foi entregue pelo gerente do BB, Francisco Alves à microempreendedora Gislene da Costa Cardoso.
 
Microcrédito – O gerente-executivo do Banco do Brasil, Francisco Alves dos Santos, elogiou os resultados do programa Empreender e comparou os números aos do microcrédito da instituição. “Até hoje o Pronaf [Programa Nacional de Desenvolvimento da Agricultura Familiar] realizou, em toda a Paraíba, 6.460 operações. O Empreender, em quatro anos, já liberou 6.456, apenas com recursos do fundo próprio”, revelou. “Temos muita satisfação de ser parceiros dessa iniciativa e nos orgulhamos quando vemos os números retornando à população na forma de desenvolvimento econômico”.

A representante da Associação das Microempresas de João Pessoa, Josineide França, que também estava entre os 280 beneficiados do dia, lembrou que o Empreender não é apenas um programa de crédito, mas favorece também a capacitação dos pequenos empresários. “Passamos por várias etapas antes de estar aqui. Recebemos orientação, capacitação, e espero que possamos usar esse dinheiro com sabedoria”, declarou.

O secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção, Raimundo Nunes, lembrou que o Empreender é o primeiro programa de microcrédito do Brasil criado por uma prefeitura. Na análise dele, a grande diferença entre a iniciativa pessoense e outras ações de microcrédito é o fato de existir, no projeto municipal, um fundo de recursos permanente, o que reduz a dependência de investimentos orçamentários.

“Gostaria de pedir a vocês três coisas. A primeira é que cumpram o que vocês mesmo definiram nos seus planos de negócios. A segunda é que, a qualquer sinal de dificuldade, entrem em contato conosco para que possamos ajudar. E a terceira é que paguem as prestações em dia, porque é isso que vai garantir que outros empreendedores possam ter a mesma oportunidade que vocês agora”, declarou o secretário da Sedesp.

59 renovações – O secretário Raimundo Nunes lembrou que, entre os 280 beneficiários cujos contratos foram liberados nesta terça-feira, 59 estavam renovando o empréstimo. “O que mostra que o negócio está dando certo, que o crédito do Empreender está gerando resultados”. Um desses casos é o da comerciante Maria das Dores Mendonça Sales, que, aos 69 anos, já retirou três empréstimos pelo Empreender.

“Faço questão de pagar em dia e até mesmo antes da data. E foi desse jeito que eu consegui no outros um desconto de 70% nos juros”, conta. Pelas regras do Empreender, dependendo do prazo do empréstimo, caso o beneficiário pague todas as prestações em dia, ele recebe ao final um desconto de até 95% no valor dos juros pagos no período.

“Esse programa foi a coisa mais maravilhosa que aconteceu na minha vida”, declarou. Ela conta que vende cosméticos e perfumes há aproximadamente oito anos, em uma lojinha montada na própria residência, no bairro do João Agripino. “Antes eu tive uma lanchonete e um salão de beleza. Mas acho que agora estou melhor”. Ela conta que chega a ganhar R$ 500 por mês com o pequeno negócio. “Com esse dinheiro eu pago meu empréstimo e várias contas da casa. Tem sido muito bom”.