3ª Corrida de Jegue deve reunir mais de mil pessoas em Mandacaru

Por - em 35

A 3ª Corrida de Jegue de Mandacaru acontece no próximo domingo (8), a partir das 8h, na rua Professor Luiz Buriti (por trás do edifício Via Norte II), no Alto do Céu. Inusitada e divertida, a corrida, que a cada edição atrai um público maior e neste ano deve reunir mais de mil pessoas, é levada muito a sério pelos competidores que disputarão os três primeiros lugares da prova. A realização do evento é do Centro de Referência de Cidadania (CRC) de Mandacaru, ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), da Prefeitura de João Pessoa (PMJP).

A corrida acontece em baterias de três participantes em cada uma. Os vencedores de cada bateria disputam entre si até que saia o vencedor. Recebem prêmios os três primeiros colocados: 1º lugar – R$ 300,00 e troféu mais 2 sacos de milho e 2 sacos de farelo; o 2º lugar – R$ 100,00 e troféu mais 1 saco de milho e 1 saco de farelo; e o 3º lugar – R$ 50,00 e troféu mais 1 saco de milho e 1 saco de farelo. Ainda haverá premiação surpresa para o jegue mais enfeitado e para o torcedor mais à caráter.

O Palácio do Jegue montado no local é outra atração durante o evento, onde as pessoas aproveitam para tirar fotos e se divertir. Até a noite acontecem apresentações artísticas e culturais, exposição e venda de artesanatos e culinaristas.

A primeira Corrida de Jegue foi realizada em 2007, quando um grupo de moradores de Mandacaru procurou o coordenador do CRC do bairro, Jardel Cabral Fagundes, para discutir a possibilidade de realizar um evento com os jegues e destacar a importância desse animal. “Muitos deles utilizam o jegue como veículo para coletar material para reciclagem”, justificou Jardel.

A diretora de Participação Popular e Organização Comunitária da Sedes, Cassandra Figueiredo, explica que existe no Brasil um movimento que busca conscientizar as pessoas acerca da importância desse animal como um dos símbolos da cultura nordestina.

“É relevante destacar que, mesmo sem o conhecimento desse movimento, existe entre a população que se utiliza do jegue como meio de transporte e de subsistência o interesse em valorizar o trabalho realizado por esse animal na disseminação desse elemento como valor cultural. Portanto, o apoio a eventos como esse, além de contribuir  com a disseminação dos elementos que fazem parte da nossa cultura, contribui também, para o fortalecimento das iniciativas organizadas pela população.