Prefeitura de JP promove ‘Seminário de Redução de Danos’

Por - em 68

Termina nesta quarta-feira (28) o Seminário de Redução de Danos. O evento, que teve início nesta terça-feira (27), é uma promoção da Prefeitura Municipal de João Pessoa, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ocorre no Hotel Xênius das 8h30 às 18h e tem como objetivo esclarecer a política de redução de danos aos integrantes da rede de cuidado do município.

Segundo Roberto Maia, gerente operacional do Centro de Testagem e Atenção a DST/Aids, o objetivo do seminário é debater a Política de Redução de Danos em João Pessoa. Roberto alerta que o propósito dos programas de atendimento ao usuário de substâncias psicoativas não é higienizador. “Tirar o usuário da rua e interná-lo compulsoriamente não soluciona o problema”, fala Roberto.  “A gestão de João Pessoa quer cuidar desse usuário e possibilitar que ele tenha uma escolha”.  Roberto conta que o usuário é encaminhado para outros atendimentos, como consultas oftalmológicas, testagem de DST/Aids e possibilidades de profissionalização.

O Seminário de Redução de Danos também contou com a presença de um representante do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), Mário Glória. Mário reiterou que o tratamento do usuário deve atuar em várias áreas. “É fundamental que o usuário seja atendido por uma rede de cuidados, existem macro políticas voltadas para isso implantadas no Brasil”. Mário ainda relata que no Nordeste a primeira cidade a receber um seminário de redução de danos com base em com políticas internacionais foi João Pessoa.

Redução de Danos – A Redução de Danos (RD) é uma política pública oficial do Ministério da Saúde do Brasil e de diversos outros países para lidar de forma adequada com problemas que podem ser gerados pelo uso de álcool e outras drogas, que destina incentivo financeiro para o fomento de ações de redução de danos em Centros de Atenção Psicossocial para o Álcool e outras Drogas – CAPS AD. A RD contribui, entre outras coisas, para gerar informações adequadas sobre riscos, danos, práticas seguras, saúde, cidadania e direitos, para que as pessoas que usam álcool e outras drogas possam tomar suas decisões, buscar atendimento de saúde e estarem inseridas socialmente em um contexto de garantias de direitos e cidadania.