Ação contra a dengue prossegue nesta segunda, nos cemitérios da Capital

Por - em 30

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dará continuidade na próxima segunda-feira (5) à segunda etapa da operação de prevenção à dengue nos seis cemitérios da Capital. Os trabalhos serão realizados por agentes de vigilância ambiental nos dias 5, 6 e 7 de novembro com batidas e utilização de larvicidas para eliminar focos do mosquito da dengue.

A operação de prevenção à dengue foi iniciada no último dia 30 de outubro com a utilização de máquinas de borrifadores costal para a eliminação do mosquito aedes aegypty na fase adulta, possibilitando uma visitação tranqüila e sem risco à saúde nos cemitérios Senhor da Boa Sentença, no Varadouro; Santa Catarina, no Bairro dos Estados; São José, em Cruz das Armas; Cristo Redentor, no bairro homônimo; São Sebastião, no Mussumagro e Nossa Senhora da Penha, na praia da Penha. “Nesta segunda etapa é preciso eliminar os focos da dengue em recipientes que armazenam água parada como vasos de planta e jardineiras”, explicou a chefe do Núcleo de Vigilância e Controle de Vetores Nadja Maria Rocha.

A gerente de vigilância epidemiológica do município, Júlia Vaz, informou que a secretaria de saúde já vem realizando ao longo do ano um trabalho contínuo de prevenção e eliminação dos focos da dengue nos cemitérios e que as pessoas ao visitarem o túmulo dos seus entes queridos estarão protegidos contra o mosquito.

Ela informou que o mês de setembro registrou uma queda de 48,7% no número de casos de dengue na Capital e em outubro também houve uma redução de 27,5% em relação ao mesmo período do ano passado. “Outro fator positivo constatado foi a redução do índice de incidência da doença, que mede o risco de a população adoecer em determinada doença segundo relação ao número de casos”, ressaltou.

“Apesar desses avanços, é preciso que os órgãos de saúde e a população não baixem a guarda e continuem atuando na prevenção e no combate à dengue. A dengue se previne todo o dia e em sua própria casa. Basta adotar medidas simples, como evitar deixar água parada em recipientes, guardar pneus em locais fechados e tapar as caixas d´água”, lembrou.