Ação da Vigilância testa a qualidade de pescados no comércio da Capital

Por - em 26

A Gerência de Vigilância Sanitária (GVS) do município está realizando durante esta semana fiscalização da qualidade dos pescados vendidos em feiras livres, mercados públicos e supermercados de João Pessoa. Além de avaliar a qualidade e a forma de armazenamento dos peixes, crustáceos e mariscos, bastante procurados na Semana Santa, os fiscais também orientam os comerciantes e consumidores sobre a limpeza e higienização do local, exposição e armazenamento dos produtos, embalagem e prazo de validade.

A fiscalização foi iniciada na quinta-feira (13) no Mercado de Peixes de Tambaú, depois no Mercado da Torre, e continuou na sexta-feira (14) no Mercado Central e no do Bairro dos Estados. Até esta quarta-feira (19), as equipes irão percorrer os principais supermercados da Capital, nos períodos da manhã e tarde. De acordo com a chefe de Fiscalização da GVS, Jailma Porto, até o momento nenhum estabelecimento foi notificado por vender produtos inadequados ao consumo humano.

Ela orienta que na hora de comprar peixe fresco é preciso o consumidor observar a ausência de manchas, furos ou cortes na superfície, se as escamas estão firmes e resistentes, se os olhos ocupam toda a cavidade e são brilhantes e salientes. Ela lembra que os peixes devem ser mantidos sob refrigeração ou sobre espessa camada de gelo. “Um teste bastante eficiente para verificar a qualidade do peixe é pressionar o dedo sobre a carne, se a mesma não retornar a posição original ou demorar, o pescado não está fresco. Portanto, está inadequado para o consumo”, explica.

Quanto ao bacalhau, bastante consumido na Semana Santa, a Vigilância Sanitária alerta que é preciso observar se o produto está armazenado em local limpo e protegido de poeira e insetos e se não há a presença de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas. “É preciso escolher bem o pescado para levar um para casa um alimento saudável e de qualidade”, ressaltou a chefe de Fiscalização.