Ação educativa orienta sobre o estacionamento Zona Azul

Por - em 33

Os fantoches da Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) invadiram na manhã desta terça-feira (27) a Praça João Pessoa, no Centro da Capital, para chamar a atenção dos usuários sobre os seus direitos e deveres no estacionamento rotativo Zona Azul. A ação contou com a participação de educadores e agentes de trânsito, além de operadores do sistema. Durante a ação também houve a distribuição de material educativo.

Os próprios bonecos faziam a abordagem dos usuários do sistema e dos pedestres, estabeleciam um diálogo, onde perguntavam as pessoas o que elas achavam da Zona Azul e se tinham conhecimento do seu funcionamento. Depois, levavam informações sobre o estacionamento rotativo e dos seus benefícios para a cidade.

Paralela à distribuição de panfleto educativo contendo dados sobre o sistema, um carro de som circulou pelas ruas do Centro levando informações a respeito da Zona Azul e lembrando que a ação de fiscalização será intensificada a partir de fevereiro.

A superintendente da STTrans, Laura Farias, lembrou que o veículo sem cartela ou com a mesma fora do prazo de validade está sujeito a receber multa no valor de R$ 53,21, além de três pontos na carteira de habilitação do condutor. “Nós estamos fazendo a campanha com a finalidade de orientar a população sobre as regras que devem ser seguidas nas áreas da Zona Azul, para evitar transtornos e irregularidades”, comentou.

A operadora da Zona Azul, Analice Rosendo, afirmou que estava muito satisfeita com a realização da campanha, já que era uma forma de levar informações aos motoristas sobre o uso do estacionamento rotativo. Ela relatou que o principal problema que tem é com os usuários que não querem pagar pela cartela, além daqueles que se recusam a deixar o pisca – alerta do carro ligado.

Para utilizar o estacionamento rotativo por um período de duas horas os usuários devem pagar a cartela no valor de R$ 1,00 ao operador da área no momento em que estacionar o veículo. O veículo pode ficar por um período de 10 minutos estacionado na Zona Azul sem pagar pela cartela, desde que esteja com o pisca – alerta ligado.

Idosos com mais de 60 anos têm direito à gratuidade por um período de uma hora nas vagas destinadas a eles. Portadores de necessidades especiais possuem vagas reservadas, mas não têm direito à gratuidade. O estacionamento rotativo Zona Azul é operado pela empresa Millenium. Atualmente, ele funciona com aproximadamente 1.200 vagas em 23 ruas e duas praças do Centro da Capital e dispõe de cerca de 120 operadores. Os horários de utilização da Zona Azul são de segunda a sexta-feira das 7h30 às 17h30 e, aos sábados, das 8h às 12h.