Ações da Prefeitura da Capital são debatidas na AL do Espirito Santo

Por - em 28

As ações implementadas pela Prefeitura de João Pessoa foram um dos temas debatidos durante o seminário “Desenvolvimento Sustentável”, realizado nesta segunda-feira (17), em Vitória (ES), pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e de Pesquisa (Indetep) e pela Agência Mandalla.

Durante a palestra “Uma Revolução em Desenvolvimento Econômico – apresentação do case de João Pessoa-PB”, prefeitos, vereadores e outros agentes públicos, empresários e gestores de associações e cooperativas conheceram projetos desenvolvidos na Capital paraibana que são exemplo nacional de crescimento com sustentabilidade. As ações foram expostas pelo secretário de Desenvolvimento Sustentável de João Pessoa (Sedesp), Raimundo Nunes Pereira, na Assembleia Legislativa (AL) do Espírito Santo.

Raimundo Nunes detalhou o funcionamento do Empreender-JP (Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios), destacando a inserção do projeto nas ações de políticas públicas da PMJP. Atualmente o programa possui nove linhas especiais de crédito voltadas ao público em situação de vulnerabilidade, visando a inclusão social e econômica dessa população. Há modalidades de empréstimo específicas, por exemplo, para idosos, jovens, mulheres e pessoas com deficiência.

Destaques – Raimundo Nunes também destacou as políticas da Prefeitura em favor da melhoria da infraestrutura urbana da Capital. Explicou os projetos do Terminal de Integração e de Integração Temporal, que permitem à população de João Pessoa seguir de ônibus para qualquer ponto da cidade pagando apenas uma passagem.

Ele falou ainda sobre as ações para retirada dos ambulantes das ruas de João Pessoa e construção de centros de comércio e serviço com estrutura adequada para receber esses profissionais e sua clientela. Outros temas apresentados foram o Orçamento Democrático da Capital, o sistema de Ouvidoria e as secretarias de Transparência e de Políticas Públicas para Mulheres.

Mandalla – O debate na Assembleia Legislativa do Espírito Santo também incluiu uma apresentação do projeto Mandalla e da sua participação no programa “Projovem Trabalhador – Juventude Cidadã”. O sistema é uma forma inovadora de produção rural, que integra diversas tecnologias sociais, possibilitando a produção agrícola em pequenos espaços rurais e urbanos.

O projeto foi apresentado pelo diretor executivo da Agência Mandalla, Tárcio Handel. Ele falou também sobre a participação da Madalla no Projovem Trabalhador, programa de capacitação do Governo Federal que tem por finalidade promover o desenvolvimento pessoal, social e profissional de jovens com idade entre 18 e 29 anos. Em João Pessoa, a Mandalla capacitou 720 jovens entre junho e dezembro do ano passado.