Ações da Prefeitura reduzem em 12,5% as mortes em acidentes

Por - em 48

O número de mortes em acidentes de trânsito caiu 12,5% em João Pessoa no período de janeiro a junho deste ano. Os dados foram calculados com base nos percentuais registrados em 2006 e apresentados na manhã desta segunda-feira (27) durante o ‘Seminário de Educação para o Trânsito’, realizado pela Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) da Capital paraibana. Segundo o superintendente do órgão, Deusdete Queiroga, esse percentual é reflexo de políticas públicas e ações realizadas para a educação no trânsito na cidade que vêm sendo efetuadas desde o início da gestão.

O seminário contou com a participação da chefe da Comissão de Educação de Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de Minas Gerais, Rosely Fantoni Silva, que ministrou a palestra ‘Paz no trânsito uma questão de respeito’. O seminário acontece durante esta segunda (27) nos períodos da manhã e tarde, no Teatro Ariano Suassuna do Colégio Pio X, na Rua Walfredo Leal, Centro.

Melhorias – As ações do Governo Municipal para o trânsito baseiam-se em políticas públicas voltadas para a mobilidade e acessibilidade da população. Dessas ações, foram destacadas a implantação do Terminal de Integração do Varadouro, aumento da frota de ônibus, principalmente com acesso para pessoas com mobilidade reduzida; elevação do nível de conforto e segurança das pessoas, como a substituição dos abrigos de concreto das paradas de ônibus e implantação de um Sistema de Gestão em Transportes (SGT), destinado ao controle das informações e operações do sistema de trânsito, dentre outras.

Além disso, a STTrans investiu em redução de velocidade, através de instalação de lombadas eletrônicas (Beira Rio e Mangabeira), instalação de mais 15 unidades de moderadores de tráfego, de 62 lombadas físicas, sinalização vertical (Pedro II, em frente ao Ibama), sinalização horizontal, com aproximadamente 900 faixas de pedestres e campanhas educativas sobre o assunto e sinalização, com semáforos com a instalação de 14 unidades para pedestres e 32 unidades para veículos.

Outras atividades destacadas e que tiveram início na gestão atual são as transferências de linhas de ônibus para descongestionar alguns trechos (avenidas Tabajaras e Pedro II), mais 215 novas vagas de estacionamento rotativo em várias ruas do Centro da Capital, controladas pelos agentes da Zona Azul, ampliação da avenida Flávio Ribeiro Coutinho, construção das rotatórias dos bairros Cidade Universitária, Valentina Figueiredo e outra em construção no Geisel, dentre outras ações.

Palestra – Aproximadamente 350 pessoas, entre professores das redes municipal, estadual e particular de ensino e técnicos envolvidos com o trânsito assistiram a palestra ‘Paz no trânsito: uma questão de respeito’. A palestrante Rosely Fantoni, ao falar sobre paz fez uma relação do trânsito brasileiro com a guerra. Na ocasião, ela mostrou dados oficiais do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), indicando que morrem no Brasil – apenas no local do acidente – 35.024 pessoas por ano, sendo que 81,5% delas são homens e 18,5% mulheres.

Como solução, ela apresentou uma série de ações realizadas em Minas Gerais sobre educação no trânsito e muitas delas já aplicadas e vivenciadas pela população pessoense, através campanhas publicitárias e ações que integram alunos e professores da rede municipal de ensino. Um dos projetos da STTrans que traduz essas políticas é o ‘Amigos do Trânsito’, que estabelece parceria com as escolas para melhorar a segurança e fluidez no trânsito.

Dentre elas, Rosely destacou que os professores devem trocar experiências e desenvolver um planejamento com atividades educativas. Ela apresentou alguns exemplos de como trabalhar essa educação no trânsito com as diversas disciplinas, como na Língua Portuguesa (interpretação de texto), Matemática (análise de indicadores de trânsito), Geografia (espaço e paisagens) e Arte (acesso as diferentes formas de expressão, através da música, dança etc).

Programação – À tarde, a partir das 13h30, a gerente de Educação para o Trânsito, Erenilda Queiroz, apresentou o tema ‘O jovem e o trânsito – Afeto e limite’. Às 14h30, foi a vez da palestra ‘Se essa rua fosse minha’, com a gerente de Educação para o Trânsito/Detran-PE, Maria Luiza Simões, abordando a experiência do setor em Recife. Às 16h, a assessora de Planejamento da STTrans, Raimunda Lucena, e a educadora Sheyla Teotônio vão falar sobre ‘Amigos do trânsito – Compartilhando a responsabilidade social’, projeto de monitoria que a Superintendência está iniciando com as escolas da cidade.