Ações desenvolvidas em João Pessoa são destaques no Encontro Nordestino de Arborização Urbana

Por Andrezza Carla - em 177

As ações de arborização e paisagismo da Capital estão sendo destaque no V Encontro Nordestino de Arborização Urbana (Enau). O evento se encerra nesta quarta (07), em Caruaru, e a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está sendo representada pela Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), pastas responsáveis pelo planejamento e execução de arborização e  paisagismo na cidade. Este ano, o tema do encontro é “Arborização Urbana e Paisagismo: os caminhos da sustentabilidade”.

O evento, que é o maior encontro sobre arboricultura e meio ambiente do Nordeste, reúne gestores, pesquisadores, profissionais liberais, engenheiros agrônomos, ambientais e profissionais dos setores relacionados. Na ocasião, o diretor de paisagismo da Sedurb, Sérgio Chaves, apresentou um painel sobre as ações voltadas ao paisagismo e arborização da Capital.

“Destacamos inicialmente a recuperação da paisagem de João Pessoa a partir do Centro Histórico e apresentamos o projeto de execução das praças 12 de Fevereiro, João Pessoa, Venâncio Neiva, Praça da Pedra, além de ressaltar o trabalho realizado na Praça da Independência e na reforma total do Parque da Lagoa. Ao final da exposição, o feedback foi extremamente positivo, gestores parabenizaram as obras e mostraram interesse em visitar a Capital para ações de intercâmbio e na busca por parcerias”, relata Sérgio Chaves.

A Semam também representou a PMJP com o painel do diretor de Arborização da Secretaria e engenheiro agrônomo, Anderson Fontes. Na ocasião, ele falou sobre o impacto e manejo em árvores urbanas e um dos destaques de sua análise foi o ‘Projeto Carbono Zero’.

“Esta é a quinta edição e, desde a primeira, João Pessoa participa e é destaque. Ressaltamos o sucesso do projeto Carbono Zero, que foi elaborado pela Semam e reúne um conjunto de ações ambientais, tendo como foco a redução de emissão de dióxido de carbono (CO2) produzido na cidade. Dentro dessa perspectiva, citamos o plantio de novas espécies, apresentando o esquema executado na Capital e trazendo o número de 40 mil mudas, que, até o final do ano, terão sido plantadas na cidade”, destaca Anderson Fontes.

Para a Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU) o trabalho que vem sendo desenvolvido em João Pessoa serve de modelo para todas as cidades do País. “A cidade foi extremamente bem representada por pessoas com conhecimento de causa e projetos excelentes, tornando João Pessoa referência nacional. Os exemplos apresentados e o trabalho desenvolvido vão bem mais além dos limites do município, a contribuição foi extremamente satisfatória e os projetos servem de modelo para todo o País”, destacou Heitor Liberato, presidente da SBAU.

Ano passado, o Enau foi sediado em João Pessoa e já existe um planejamento e expectativa para que, no ano que vem, volte a acontecer aqui. De acordo com o diretor de paisagismo da Sedurb, Sérgio Chaves, a proposta será colocada durante o XXII Congresso Brasileiro de Arborização Urbana, que acontecerá em Salvador de 17 a 21 deste mês.