Ações preventivas são realizadas na Saturnino de Brito e Renascer

Por - em 38

Vistorias nos locais de risco, retirada de lixo e entulho jogado em vias públicas e encostas das barreiras, desobstrução do sistema de esgotamento sanitário, recuperação da drenagem pluvial e da pavimentação, educação ambiental, poda e rebaixamento da copa das árvores. Essas foram as ações emergenciais iniciadas na manhã desta segunda-feira (22) nas comunidades Saturnino de Brito (Trincheiras) e Renascer (Ilha do Bispo) para minimizar o impacto das águas da chuva durante o inverno.

A previsão é de que até maio, quando se inicia o período chuvoso, as 34 áreas de riscos localizadas em João Pessoa tenham sido contempladas com as ações emergenciais do Plano de Contingência 2010, coordenado pela Defesa Civil. Nessa primeira etapa, as ações serão feitas nas comunidades de risco iminente de desabamento, deslizamento e alagamento.

Além da equipe da Defesa Civil, que vistoriou as moradias instaladas de forma irregular, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) entrou nas comunidades com 60 agentes de limpeza para desenvolver ações de capinação, retirada de lixo, roço e pintura de meio-fio. Para ajudar na operação, estão sendo usadas quatro caçambas, uma enchedeira (pá mecânica) e ferramentas manuais como pás, estrovengas, ancinho e carrinho de mão.

De acordo com o diretor do Departamento de Remoção de Resíduos Sólidos/Varrição e Coleta, Noé Estrela, a ação nessas duas comunidades deve durar três dias. Na sequência recebem ações emergenciais as comunidades Timbó (Bancários), São José (Bairro São José), Maria de Nazaré (Funcionários II), São Judas Tadeu (Alto do Mateus), e as demais áreas de risco.

A Emlur também disponibilizou uma equipe de 46 servidores, formada por educadores ambientais e fiscais, para realizar visitas de casa em casa nessas áreas, fazendo um trabalho de sensibilização quanto à forma correta de se acondicionar o lixo domiciliar. Os moradores são orientados a colocar o lixo dentro de sacolas plásticas, e que só deve ser posto fora das casas para a coleta próximo ao horário em que o caminhão de lixo passa para recolher.

Para o diretor de Operações da Emlur, Orlando Soares, esse trabalho conjunto de limpeza e conscientização mostra a importância da população ter uma atitude cidadã. Não adianta apenas realizar a limpeza da cidade, é necessária a participação das pessoas na manutenção dela, evitando colocar lixo e acumular entulho em lugar impróprio, afirmou.

A dona de casa Verônica Fonseca dos Santos é moradora da comunidade Saturnino de Brito e aprovou a operação realizada nesta segunda-feira. Para ela, ações como essa são importantes, pois trazem mais segurança aos moradores. “A Prefeitura e a Emlur estão de parabéns. Não temos do que reclamar. Ações educativas são realizadas com frequência por aqui, conscientizando a população. Falta apenas que cada um separe seu lixo corretamente e faça a sua parte, contribuindo para a limpeza de nossa comunidade”, afirmou.

Alagamento – A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por meio da Emlur, já vem trabalhando na retirada de lixo e vegetação e nas áreas próximas aos rios para evitar alagamento e inundações nas comunidades ribeirinhas. As áreas de maior alagamento são: Bairro São José, Chatuba, Comunidade Tito Silva, São Rafael e a Comunidade Novo Horizonte. Há duas semanas, a equipe aquática da Emlur, formada por 18 homens, trabalha na limpeza de emergência no Rio Jaguaribe, na altura da ponte que corta a Avenida Tito Silva.

O assessor técnico da Defesa Civil, o engenheiro Alberto Sabino, considera de extrema importância as ações preventivas realizadas pela Defesa Civil em parceria com secretarias municipais. “O objetivo desse trabalho é de reduzir o impacto gerado pelas chuvas nas 34 áreas de risco. Vamos contemplar todas elas, mas iniciamos a ação pelos locais com risco iminente”, explicou.

O Plano de Contingência 2010 da Defesa Civil envolve diversos órgãos municipais: as secretarias de Infraestrutura (Seinfra), Meio Ambiente (Semam), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Saúde (SMS), além da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e de empresas privadas como a Energisa.

Serviço – A população pode entrar em contato com a Defesa Civil através do telefone 0800 285 9020 e com a Emlur através do Alô Limpeza, pelo número 0800 083 2425.