Ademir Assunção vai encerrar ‘Agosto das Letras’, domingo

Por - em 69

O poeta e jornalista paulistano Ademir Assunção (foto) se apresenta no encerramento do ‘1º Agosto das Letras – Festival Pessoense de Literatura’, neste domingo (19), às 20h, no Centro Cultural São Francisco. No repertório do show ele faz uma fusão da poesia com a música, na qual a palavra se reveste de entonações, ritmos, divisões e prosódias inusitadas, dentro de estruturas de blues, baladas, jazz e rock’n roll. A promotora do evento é a Fundação de Cultura de João Pessoa (Funjope) e a entrada é gratuita.

O que se verá e ouvirá no está no CD ‘Rebelião na Zona Fantasma’, que foi recebido com entusiasmado pela crítica e pelo público. Tárik de Souza, do Jornal do Brasil, escreveu: “Uma nova linguagem brota do CD do poeta e letrista Ademir Assunção (parceiro de Itamar Assumpção, Edvaldo Santana e Madan)”. Para o crítico do Correio Brasiliense, Alexandre Marino, “Ademir faz transbordar de suas palavras a rebeldia e o inconformismo que caracterizam os grandes criadores, e impõe à poesia um ritmo e uma sonoridade muito fortes, coberta de roupagem musical surpreendente”. E o poeta carioca Rodrigo Leão escreveu em resenha publicada no Correio das Artes: “Em dias em que a mesmice sonora alcança os píncaros da glória, é de deixar de queixo caído esta Rebelião na Zona Fantasma. Quem dera que a indústria do disco lançasse pelo menos um CD como este por ano.”

Se em outras décadas diversos poetas se tornaram letristas de música popular, com ‘Rebelião na Zona Fantasma’ o próprio poeta toma a frente, gravando seu CD e montando seu espetáculo, com a colaboração de músicos e compositores. Nisso, está recuperando uma tradição ancestral (em que os poetas eram trovadores e a poesia era entoada nas Ágoras (arenas gregas), em volta das fogueiras ou no meio das selvas). Porém, recuperando essa tradição com uma poética urbana e dentro de um contexto contemporâneo, com instrumentos acústicos, elétricos, samplers e equipamento eletrônico.

O resultado dessa intensa pesquisa está no CD, que tem a participação fundamental dos músicos Madan (violão e vozes cantadas), Ricardo Garcia (percussão), Luiz Waack (guitarras, violões e sampler), Mintcho Garramone (baixo), Eduardo Batistella (bateria), Daniel Szafran (teclado e piano) e Celmo Reis (violino). Tem também as participações especiais de Zeca Baleiro e Edvaldo Santana.

Produzido por Luiz Waack e Ademir Assunção, ‘Rebelião na Zona Fantasma’ vem a público como uma experiência inovadora na intersecção entre poesia e música. Numa linguaem mais simples, pode-se dizer que o trbalho é poesia, blues e rock’n roll”.

Atuação – Ademir Assunção é autor dos livros ‘LSD Nô’, ‘Zona Branca’ e ‘Adorável Criatura Frankenstein’ e do CD ‘Rebelião na Zona Fantasma’. É um dos editores da revista ‘Coyote’. Como letrista tem Letrista, tem parcerias gravadas pelos compositores Itamar Assumpção, Edvaldo Santana e Madan, e pelas cantoras Maricene Costa, Patrícia Amaral e Titane. Criou e apresentou o show de poesia Psicolérico, com o violonista e compositor Madan e o percussionista Ricardo Garcia.

Desde 1996 trabalha como jornalista free-lancer, escrevendo para jornais e revistas de São Paulo (O Estado de São Paulo, Revista IstoÉ, Cult, etc…), Belo Horizonte (O Tempo) e Curitiba (Gazeta do Povo). Foi co-editor da revista ‘Medusa’ (1999-2000).