Agentes da Emlur recebem kits com fardas e peças de proteção

Por - em 32

Os 350 agentes ambientais que trabalham com a coleta seletiva em João Pessoa agora já contam com fardamento novo, que também é composto por Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como luvas, máscaras e botas. Além de entregar os kits, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) orientou os agentes sobre a forma correta de usar o material, para que sejam evitados acidentes de trabalho.

A cada um deles, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) entregou um kit contendo duas camisas, duas bermudas, meias e itens de segurança, como botas, luvas e máscara. As roupas são em verde e branco, cores que caracterizam os uniformes dos agentes ambientais. As pessoas que trabalham com o abastecimento das esteiras mecânicas do Aterro Sanitário também receberam botas de cano alto, para reduzir os riscos de contaminação.

Durante a entrega dos fardamentos, os agentes ambientais foram orientados sobre como devem ser usados os kits e os cuidados com as peças. Também foi chamada a atenção para a necessidade de usar os itens de segurança. A bota, segundo explicou o diretor de Operações, Orlando Soares, serve para que eles não machuquem os pés e não contraiam doenças; as luvas protegem as mãos e as máscaras evitam a inalação de substâncias liberadas pelos resíduos.

A coleta seletiva é realizada por quatro núcleos em 19 bairros da cidade. Além disso, ainda existem as esteiras mecânicas que funcionam no Aterro Sanitário Metropolitano. A superintendente da Emlur, Laura Farias Gualberto destacou a importância do agente ambiental para a cidade de João Pessoa e para a preservação do meio ambiente. “Ao coletar os recicláveis, eles estão contribuindo com o aumento da vida útil do Aterro, pois evitam que mais produtos sejam depositados lá”, comentou.