Agentes da Emlur vão à cidade de Cabaceiras para aula prática

Por - em 32

Duas turmas do projeto de escolarização da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) vão participar de mais um passeio educativo neste sábado (29). O grupo, formado por agentes de limpeza, vai vivenciar o que aprendeu em sala durante visita ao município de Cabaceiras, localizada no Cariri Oriental paraibano, a 180 quilômetros de João Pessoa. Todos esses passeios são organizados pela coordenação do ‘Brasil Alfabetizado’ programa do governo federal em parceria com a Secretaria de Educação do Município (Sedec).

O município de Cabaceiras ficou famoso por ter sido cenário das gravações da minissérie o ‘Auto da Compadecida’, baseada na peça teatral homônima do paraibano Ariano Suassuna, com direção de Guel Arraes. Na cidade onde menos chove no país, os agentes de limpeza terão oportunidade de conhecer sua história e os pontos turísticos. Essa já é a segunda vez que eles saem da capital paraibana para visitar outros municípios. No início de agosto, eles conheceram três cidades do brejo paraibano: Areia, Alagoa Grande e Ingá.

A experiência funciona como uma aula extraclasse e faz parte da metodologia utilizada pelo Programa Brasil Alfabetizado com objetivo de despertar em cada aluno o conhecimento, a capacidade de aprender melhor, ajudando a perceber o que está a seu redor e, assim, a construir as suas próprias opiniões sobre o mundo que o cerca.

Além de aprender o que é ensinado em sala de aula, os agentes de limpeza têm oportunidade de passar um dia diferente daqueles que vivem no cotidiano. “É também um momento de lazer”, disse a professora Sônia Batista.

Outro aspecto importante nesse tipo de vivência, segundo a coordenadora da Divisão de Capacitação da Emlur, Isabela Maria, que coordena o projeto de escolarização da Emlur, é o fato dos agentes de limpeza participarem de projetos comuns que contribuem para diluir atritos dentro da sala de aula e até mesmo no trabalho.

Palestras – Como parte dessas ações extracurriculares, os agentes de limpeza estão participando de atividades que consistem em palestras educativas com temas ligados ao cotidiano, à ética no trabalho e ao relacionamento interpessoal. Numa dessas atividades, os alunos aprenderam a utilizar o caixa eletrônico.

“A retirada de dinheiro dos caixas eletrônicos foi uma das dificuldades que detectamos durante levantamento feito nas dez turmas do Brasil Alfabetizado e da EJA”, disse Isabela Maria. Ela contou que para aliar a teoria à prática, a equipe da Dicap passou de sala em sala com uma maquete de um caixa eletrônico de papelão feito pelos artesões da Oficina de Artes da Emlur para ensinar o passo a passo das operações bancárias. Depois de semanas de aprendizado, os agentes de limpeza foram levado pelos professores para treinar no próprio caixa eletrônico, instalado na Emlur.

Dentro da proposta de valorização do servidor desenvolvida pela Emlur, o superintendente Coriolano Coutinho considera importante a escolarização dos agentes de limpeza. Na opinião do titular da pasta, esse processo, além de promover a inclusão social, melhora a autoestima de quem está aprendendo e fortalece cada vez mais a cidadania.

O projeto de escolarização da Emlur dá continuidade ao programa ‘Brasil Alfabetizado’ para novos alunos e inicia a Educação de Jovens e Adultos (EJA) para aqueles que já aprenderam a ler e escrever. Na Emlur 150 agentes de limpeza participam do projeto de escolarização desde 2008, que possui três turmas de alfabetização e sete do Ciclo I.