Agentes de limpeza recebem capacitação da Polícia Militar

Por - em 31

Durante três sextas-feiras, 150 agentes de limpeza da Autarquia Municipal de Limpeza (Emlur) e agentes comunitários serão capacitados pela Polícia Militar do Estado, no Centro de Capacitação Miguel Arraes. O objetivo do projeto, pioneiro na Capital paraibana, é habilitar os agentes para a resolução de problemas nas comunidades em que trabalham e vivem por meio de atividades voltadas à educação para a segurança cidadã, possibilitando um convívio mais pacífico com a garantia da ordem pública.

O curso, com carga horária de oito horas, será realizado na última sexta-feira deste mês (27) e nos dias 3 e 10 de junho, com turmas de 50 pessoas por turno. O conteúdo pragmático se divide em dois: “Segurança Cidadã” e “Mediação de conflitos”. Em ambos, serão tratados problemas como as questões da criminalidade e da violência; integração com entidades representativas da comunidade; estratégia de organização comunitária como meio de controle social, autoajuda e parceria decisória; e resolução pacífica de conflitos, entre outros.

A partir da ótica de que os problemas de segurança pública não são apenas de responsabilidade da polícia, mas de todos (incluindo diferentes órgãos públicos nos três âmbitos de governo), a PM e a PMJP esperam que os agentes busquem, por meio dos conhecimentos adquiridos no curso, a paz social e a tranqüilidade pública, estimulando a participação do cidadão na busca conjunta de soluções para melhorar a qualidade de vida nas comunidades. A realização é da Empresa de Limpeza Urbana de João Pessoa (Emlur).

Princípios – O projeto conjunto da Prefeitura Municipal e da Polícia Militar do Estado é norteado pelos seguintes princípios: ação preventiva, transparência, cidadania, ação educativa, cultura de paz e mediação de conflitos. A parceria dos dois órgãos com a população parte da premissa de que todos devem trabalhar para identificar, priorizar e resolver problemas contemporâneos, como crimes, drogas, medos, desordens físicas, morais e, até mesmo, a decadência dos bairros. Essa união de esforços, segundo a Polícia Militar, possibilita que as soluções sejam cada vez mais efetivas.