Agentes de limpeza participam de capacitação realizada pela Emlur

Por - em 29

A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), por meio de seu Departamento de Capacitação (Dicap), iniciou um treinamento de capacitação pedagógica extracurricular para os agentes de limpeza que participam do Projeto Brasil Alfabetizado e Educação para Jovens e Adultos (EJA). A capacitação consiste em palestras educativas onde os alunos aprenderão e discutirão temas do cotidiano, ética no trabalho, relacionamentos interpessoais e outros assuntos importantes para a formação dos agentes. Antes de iniciar essa capacitação, a Dicap fez levantamento sobre as necessidades de alunos e professores quanto aos temas a serem abordados nas palestras.

Esta semana foi realizada a primeira palestra da capacitação para os alunos da EJA que têm aula na Administração Tambaú. O tema abordado foi ‘Ética no Trabalho’. A palestrante Mônica Amorim explicou aos agentes de limpeza, de uma forma bem didática, a importância do trabalho em grupo, do respeito às pessoas e à hierarquia, além de ressaltar o quanto eles devem valorizar o trabalho cotidiano.

Segundo Isabela Maria, coordenadora do Dicap, as palestras têm o intuito de motivar os aprendizes. “A capacitação melhora a auto-estima dos alunos, fazendo com que eles se interessem mais pelas aulas e em participar delas”, afirmou.

Nesta primeira etapa, os alunos também estão aprendendo a utilizar os caixas eletrônicos de bancos. Para isso, a equipe de palestrantes da Dicap utiliza duas maquetes de papelão feitas pelo time de artesãos da Oficina de Artes da Emlur. Nas apresentações, os alunos observam o passo a passo das operações bancárias, desde digitar a senha, conferir e tirar o extrato da conta, até fazer pagamentos e retirar dinheiro. “A dificuldade em retirar dinheiro dos caixas eletrônicos é visível em dia de pagamento. Geralmente, eles pedem ajuda a outras pessoas, o que é muito perigoso”, explicou Roberta Stuckert, uma das capacitadoras do Dicap

Segundo Margarete Costa, professora do EJA da sala de aula da Administração Tambaú, esse trabalho pedagógico é importante, pois muitos precisam da ajuda de outras pessoas para realizar tarefas cotidianas, como as operações bancárias. “Para meus alunos é importantíssimo esse projeto de capacitação, pois eles se desenvolvem cada vez mais em seu trabalho, em casa e em qualquer lugar”, disse.

O superintendente Coriolano Coutinho aposta na capacitação extracurricular para mudar a vida dos alunos que fazem parte do programa de alfabetização da Emlur. “A capacitação extracurricular é importante para aprendizagem dos alunos e a utilização de temas pertinentes ao dia-a-dia facilita a vida cotidiana deles”, disse o titular da pasta.

Aluno destaque – Além da capacitação, a Dicap vem promovendo algumas melhorias pedagógicas nas três turmas do Brasil Alfabetizado – que juntas possuem 46 alunos – e para as sete que fazem parte do programa Educação para Jovens e Adultos, somando 100 estudantes. Uma delas é o ‘Aluno Destaque’, que todos os meses vai apontar o estudante com maior assiduidade, interesse e participação nas aulas. Segundo Isabela Maria, o ‘Aluno Destaque’ tem o objetivo de motivar os estudantes para que se dediquem e aprendam cada vez mais.

Antonio Clemente tem 57 anos, é agente de limpeza da Emlur há 24 anos e participa da turma do EJA. Para ele, participar do programa melhora seu dia-a-dia. “Depois que comecei a estudar, as pessoas olham para mim com mais respeito. Procuro ler tudo, em qualquer lugar, assistir à televisão lendo aquelas letras, o preço dos produtos que passam nas propagandas, ler jornal, revista, enfim, tudo o que tem letra eu procuro ler e isso para mim é a maior vitória de minha vida”, declarou.

Já Expedita da Conceição, de 59 anos, afirma que se sente satisfeita com a oportunidade de aprender algo novo. “Estou satisfeita por trabalhar na Emlur e mais ainda porque estou tendo a oportunidade que nunca pensei em ter que é aprender a ler e escrever. Agora minha vida está melhor, sou valorizada na empresa e nos lugares em que ando. Posso viajar e não ficar com medo, ler os nomes e números dos ônibus, nas lojas, nos supermercados e em qualquer lugar”, afirmou.