Agentes de Limpeza recebem Certificado de Alfabetização

Por - em 30

Depois de um ano de muito aprendizado e estudo, os 97 agentes de limpeza da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) receberam na noite da segunda-feira (14) o Certificado de Conclusão da Alfabetização. O grupo participou do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Brasil Alfabetizado. A entrega, promovida pela Divisão de Capacitação da Emlur (Dicap), aconteceu na Escola Municipal Matias Freire, na Torre.

A conclusão do curso e o recebimento do Certificado representaram para os profissionais de limpeza a superação, a determinação e a perseverança de quem até a bem pouco tempo não sabiam ler e escrever. Na solenidade o aluno Adeilson Nunes Siqueira fez um agradecimento em nome da turma. “Acabamos de vencer uma batalha”, enfatizou, arrancando aplausos da plateia. Bastante feliz, outro aluno, José Milton, fez o juramente em nome de toda a turma.

Orgulho – O ponto alto da festa foi o depoimento emocionado da agente de limpeza Maria da Luz, que relatou como era a vida antes de aprender a ler e agora, com o mundo das letras ao alcance do entendimento. “Faço parte do movimento negro e nos eventos, sempre procurava sentar nas últimas cadeiras. Não pensem que era porque eu me sentia pequena diante dos outros, era porque tinha medo que alguém me chamasse para ler. Há três meses, fui a um evento em Brasília como delegada do movimento negro, sentei na primeira fila. Li como delegada, escrevi como delegada e isso me deixou orgulhosa. Quero agradecer a Deus; a Emlur, que proporcionou essa mudança e a minha professora Thaty que teve paciência de me ensinar palavra por palavra”, relatou Da Luz, como todos a chamam carinhosamente.

O programa de escolarização teve início em 2008, através do Brasil Alfabetizado, numa parceria entre o Governo Federal e a Secretaria de Educação do município, que estruturou a Emlur com 10 salas de aula para 162 agentes de limpeza analfabetos. Este ano, os alunos da primeira fase avançaram e continuaram a estudar pelo projeto Educação de Jovens e Adultos, referente ao 1° e 2° ano do ensino fundamental que passaram para uma nova etapa no início de 2009. Do grupo inicial de 162, os 97 alunos superaram as dificuldades e alcançaram o objetivo de ler e escrever.

Mais dignidade -Num clima de celebração, o secretário-adjunto da Educação, Rômulo Gondim, aproveitou o momento para falar sobre a importância da parceria da gestão municipal com o Governo Federal na área de Educação para transmitir conhecimento às pessoas, proporcionando mudanças significativas em suas vidas. “A partir do momento que as pessoas começam a juntar as letras vão longe, e o primeiro passo foi dado”, ressaltou.

O superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, estava visivelmente emocionado com a solenidade e com os depoimentos. Para ele, os agentes de limpeza foram obstinados e superaram o cansaço e o preconceito de voltar a estudar depois de adulto. Segundo ele, os agentes passaram por um verdadeiro processo de transformação.“O contato com o aprendizado modificou a imagem que os agentes de limpeza tinham de si mesmos, permitindo um resgate da auto-estima e da cidadania e de uma vida mais digna”, destacou o titular da pasta.

Coriolano Coutinho disse que a solenidade era um momento de emoção para todos, principalmente para os agentes de limpeza que se esforçaram em busca do conhecimento para se apropriar das informações e tornarem-se mais cidadãos. Ele agradeceu aos presentes e pediu mais dedicação por parte dos alunos para que continuem estudando. O superintendente da Emlur também fez um balanço da gestão municipal no que se refere ao investimento na área da Educação com a construção de escolas para atender a população.

Novo olhar– Segundo a diretora da Divisão de Capacitação da Autarquia, Isabela Maria, o Programa de Alfabetização dos agentes de limpeza possui um caráter de resgate da dignidade dos profissionais e de ampliação de seus horizontes. “A importância da participação dos agentes no programa é que ao entrar no mundo das letras eles adquirem um novo olhar a partir da leitura”, afirmou. Além disso, ao aprender a ler e escrever, eles passam a ter uma maior independência social. “Eles tem a oportunidade de pegar um ônibus, fazer compras, tirar dinheiro do caixa eletrônico, enfim, de fazer coisas sem depender de ninguém”, disse.

Para a coordenadora da escolarização, Roberta Stuckert, nesses dois anos de participação dentro da escola os alunos vivenciaram grandes descobertas, que os levaram a resgatar a auto-estima e até mesmo uma nova vida, cheias de sonhos futuros e realidade nova, com suas famílias e junto aos seus companheiros dentro da empresa. “Os alunos estão caminhado por uma nova estrada, com direção a muitas descobertas, esperanças e grandes surpresas e, com certeza, a realização de seus sonhos”, enfatizou.

Os programas de escolarização Brasil Alfabetizado e a Escolarização de Jovens e Adultos (EJA) são promovidos pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) em parceria com a Secretaria de Educação e Cultura (Sedec) e o Governo Federal. A Emlur incentiva os agentes de limpeza que ainda não são alfabetizados a participarem do projeto de escolarização, num trabalho de valorização e de resgate à cidadania de seus funcionários.