Agentes e fiscais participam de Programa de Desenvolvimento

Por - em 28

Agentes de trânsito, fiscais de transportes e seus chefes imediatos participaram durante esta semana do Programa de Desenvolvimento do Servidor (Proservidor), que foi realizado na Estação Ciência, no Altiplano Cabo Branco. O Proservidor 2009 tem como objetivo possibilitar o desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes que favoreçam um melhor desempenho e comprometimento profissional, bem como possibilitar melhoria das relações entre os funcionários no ambiente de trabalho por meio da integração do grupo.

A consultora Nadja Pessoa, palestrante e facilitadora do programa, falou que o Proservidor 2009 veio no momento adequado, pois existe uma vontade da gestão da STTrans em reverter o caminho do conflito na busca da melhor maneira de administrar o órgão. Durante os debates é feita uma avaliação de práticas de gestão de pessoas por parte dos chefes diretos e, em alguns casos, é imprescindível a revisão da maneira de gerir as pessoas. “Quem não sabe gerir pessoas não serve para o cargo de chefia”, disse Nadja.

O programa ainda tem como meta o aumento da confiança e o espírito de equipe; desenvolver a empatia, as visões compartilhada e sistêmica, o equilíbrio emocional e a redução do estresse com a administração dos conflitos. Ainda na opinião da consultora Nadja Pessoa, a STTrans promoveu uma verdadeira revolução no âmbito da administração municipal com o implemento desses programas voltados para a melhoria do desempenho e a valorização do servidor.

Outro projeto que vem sendo desenvolvido com os servidores da STTrans é o Programa de Desenvolvimento de Gestão e Liderança (PDGL), que está em sua segunda edição e tem como objetivo principal potencializar forças e superar as fraquezas. O programa tem ainda o compromisso de aplicar o autoconhecimento, de maneira a possibilitar e evidenciar o desenvolvimento pessoal e profissional. Ação, superação, transformação e integração são as palavras-chave do PDGL.

O PGDL funciona da seguinte forma: Os gestores passam por uma avaliação de desempenho técnico e, para que se saiam bem, precisam atingir metas que foram traçadas no início, como melhorar a qualidade de vida e a saúde, reduzir o estresse e realizar de forma melhor atividades que têm dificuldades. Eles precisam também participar de capacitações (pelo menos 40 horas de treinamento por ano). Ao final, quem conseguiu ter um bom desempenho recebe o “Prêmio STTrans de Liderança e Talento Gerencial”.

“Nós temos a consciência que precisamos investir em nossos servidores, pois passando por esse tipo de sensibilização eles se tornam mais capacitados, sentem-se valorizados e acabam prestando um serviço de melhor qualidade à população”, comentou a superintendente da STTrans, Laura Farias Gualberto.