Agentes são preparados para integrar pelotão de motociclistas da STTrans

Por - em 27

Mais rapidez no atendimento de ocorrências e agilidade na fiscalização de trânsito. De olho nesses objetivos, 12 agentes estão participando de um curso específico para integrar o pelotão de motociclistas da Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) da Prefeitura de João Pessoa (PMJP). O curso, promovido pelo órgão, atende aos princípios da atual gestão municipal de investir na qualificação e cidadania dos agentes no trânsito.

O curso está sendo realizado pela manhã, das 8h às 11h, e à tarde, das 14h às 18h, no Auditório Onozandro Moraes, no próprio órgão, onde são ministradas as aulas teóricas e a exposição de vídeos pelos instrutores Janilson Simplício e Olívio Rique. Eles já participaram de cursos, palestras e conferências na Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre o tema e possuem experiência na área adquirida ao longo de suas carreiras.

Já as aulas práticas de pilotagem vêm sendo realizadas no Parque de Exposições ‘Henrique Vieira de Melo’, próximo à sede da STTrans, na BR-230. Durante o curso, os agentes de trânsito estão tendo a oportunidade de refletir sobre a importância do trabalho que vão exercer no disciplinamento do tráfego e, principalmente, para o atendimento à população.

No conteúdo do curso, com 40 horas/aula, além da pilotagem defensiva, os agentes recebem orientações sobre gestos de sinalização de trânsito, manutenção básica da máquina e noções sobre a função de ‘batedores’. A parte prática é feita com simulações de situações reais de trânsito. “Com a capacitação, os novos agentes motociclistas terão mais rapidez no atendimento das ocorrências e um trabalho de fiscalização mais eficiente em função da facilidade de deslocamento das motos no trânsito”, disse o instrutor Janilson Simplício.

Na opinião do agente Hilberto Costa, o curso de motociclista é importante para que o trabalho de campo com as motocicletas seja padronizado. “É mais uma ferramenta de trabalho na fiscalização do trânsito e temos que usá-la da melhor forma possível”, avaliou. A expectativa de Costa é que essa capacitação venha a contar pontos para sua carreira dentro do órgão.

A STTrans possui 30 motos da marca Honda, modelo ‘XR-250 Tornado’, equipadas com dispositivos especiais: sirene, iluminação vermelha intermitente, para dar mais agilidade ao trabalho diário de fiscalização do trânsito na cidade.