Agra assina termo beneficiando mulheres que moram na Capital

Por - em 27

O prefeito Luciano Agra assinou na noite desta quarta-feira (11) um Termo de Compromisso e Cooperação Técnica que tem por objetivo garantir políticas públicas na área de habitação social, que beneficiem as mulheres que moram em João Pessoa. O compromisso foi firmado entre as Secretarias de Habitação (Semhab) e a Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (Seppm), em solenidade que aconteceu no auditório do Serviço Social da Indústria (SESI), no Centro.

De acordo com o documento, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através das duas Secretarias, vai desenvolver ações voltadas para a ampliação das oportunidades de acesso à moradia com habitabilidade para mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica, trabalhadoras domésticas, vítimas de violência e aquelas responsáveis pela unidade familiar. “Tenho a honra de pertencer a um governo que teve a iniciativa e a ousadia de organizar e colocar em práticas políticas transformadoras para as mulheres. Muitas das nossas ações foram implantadas para elas, a exemplo do Empreender com uma linha de crédito específica, melhorias na rede de saúde e na educação, enfim, ações que estão contribuindo para melhor qualidade de vida e respeito como cidadãs”, afirmou o prefeito.

A efetivação de mais uma ação do governo municipal com o gênero aconteceu na mesma ocasião em que a Prefeitura promoveu a 3ª versão do Prêmio ‘Mulheres Fazendo História, Patrimônio da Cidade’. Na oportunidade, foram homenageadas 27 mulheres em nove categorias, além da entrega do Prêmio de Reconhecimento. “Objetivamos com essa iniciativa homenagear mulheres de diferentes áreas, que na sua trajetória pessoal e profissional contribuem para a construção de um lugar mais humano e respeitoso, e assim, com a história da cidade de João Pessoa”, enfatizou Nézia Gomes, secretária de Políticas para as Mulheres. A primeira edição do prêmio foi realizada em 2008, dentro do calendário das atividades do Mês da Mulher.

Categorias – O evento, que também faz parte da programação dos 425 anos da cidade de João Pessoa, começou com uma apresentação cultural de poesia, música e dança. A premiação foi subdividida em nove categorias: Comunicação e Mídia; Cultura e Arte; Educação; Direitos Humanos; Lideranças Populares; Gestão Pública, Justiça e Legislativo; Movimento Feminista, e Trabalho e Saúde. Em cada uma dessas categorias foram homenageadas três mulheres. O grupo ‘Cidadãs Positivas/ PB’ recebeu o Prêmio de Reconhecimento por se destacar na ação junto as mulheres portadoras do HIV/Aids.

Para a indicação e escolha das homenageadas, a Secretaria de Políticas para as Mulheres criou uma comissão composta pelas Secretarias de Educação, Saúde, Meio Ambiente, e Funjope, além da Coordenadoria de Patrimônio Cultural (Copac). Também participaram representações do Movimento de Mulheres, através do Fórum de Mulheres da Paraíba, Rede de Mulheres em Articulação da Paraíba e Marcha Mundial das Mulheres. As escolhas foram regidas por alguns critérios, como mulheres que constroem uma história de luta pelos direitos humanos, que contribuem para o fortalecimento da cidadania das mulheres e que se destacam em suas áreas de atuação.

Homenageadas – Uma das homenageadas foi à professora Maria José Nascimento Moura, que tem 20 anos dedicados a educação de jovens e adultos. Ela conta que mesmo sendo filha de pais analfabetos, sempre acreditou que a educação é essencial para dar dignidade a alguém. “Sinto-me lisonjeada em receber esse prêmio, o que aumenta minha responsabilidade com a educação. Até aqui, tracei um caminho árduo para levar conhecimento às pessoas, pois sei que a educação faz a diferença, abre portas, transforma vidas. Na construção civil, local onde também realizei meu trabalho, vi trabalhadores sendo lesados por não saberem ler e isso me sensibilizou para que eu me engajasse nessa luta social”, afirmou à homenageada.

Na categoria Educação ainda foram homenageadas Márcia Lucena e Rosa Godói. Já em Cultura e Arte receberam o prêmio: Soya Lira, Maria dos Mares e Déa Limeira; em Comunicação e Mídia: Cristina Lima, Marcela Sintônio e Tatiana Domiciano; na Saúde: Maria Janilce Magalhães, Joana Darc Morais e Josefa Clarindo; em Direitos Humanos: Ana Gusmão, Tatiane Oliveira e Adneuse Targino; Lideranças Populares: Juliana Gomes, Eunice Carneiro e Rejane dos Santos; Gestão Pública, Justiça e Legislativo: Emília Correia, Patrícia Paiva e Cassandra Figueiredo; Movimento Feminista: Valquíria Alencar, Socorro Borges e Terlúcia Silva; e por fim na categoria Trabalho: Cida Ramos, Maria da Piedade e Helena Serrano.

Todas as homenageadas da noite receberam uma estatueta em formato de mulher. Se você quiser saber sobre a trajetória de vida e o trabalho que essas mulheres, basta procurar a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres, no Paço Municipal, e pegar um exemplo do livreto que contém o resumo da história de cada uma delas. O material informativo já foi distribuído entre as pessoas que prestigiaram o evento comemorativo.