Agremiações carnavalescas são destaque no Circuito das Praças

Por - em 40

Uma variedade de agremiações carnavalescas, espetáculos de teatro e circo, além de shows musicais estão na programação do Circuito Cultural das Praças desta sexta-feira (2), em diferentes bairros da Capital. O evento deste final de semana também inclui uma vasta programação no sábado (3). A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

Este é o último mês de programação do Circuito Cultural das Praças da edição 2011/2012. Nesta versão, foram selecionadas, por meio de edital público, 432 apresentações. O projeto começou em setembro do ano passado. Foram contempladas as áreas de música, cultura popular, artesanato, audiovisual, literatura, artes integradas, teatro, circo e dança. A programação conta ainda com artistas convidados da Sedes.

Ipês – A Tribo Indígena Tupi Guarani se apresenta na Praça Coriolano Coutinho, a partir das 17h.  O grupo foi fundado em 10 de julho de 1989, no bairro de Mandacaru, por José Belízio Manoel de Moura. Passou a desfilar no carnaval de João Pessoa contando com uma média de 80 participantes, número que foi crescendo nos anos seguintes. Seu objetivo é a constante parceria com a sua comunidade (Porto de João Tota) e o resgate e manutenção da tradição indígena carnavalesca.

Varadouro – Na Praça Antenor Navarro, a partir das 22h, a atração é a Tribo indígena Flecha Negra. O grupo foi fundado na década de 80, em Santa Rita, com a finalidade de preservar a cultura popular da Paraíba. Traz em seus estandartes e fantasias as tonalidades das cores preta, branca e vermelha. Os participantes já conquistaram o segundo lugar no carnaval santarritense. Hoje, a agremiação é filiada à Federação Carnavalesca e participa da competição do Carnaval Tradição em João Pessoa.

Rangel – Na Praça da Amizade, a partir das 18h, é a vez da Tribo Tupy Guanabara. Fundada em 2008, no município Santa Rita, a agremiação faz parte dos grupos que desfilam no Carnaval Tradição, na Capital. As tribos de índio do carnaval de João Pessoa existem desde o início do século passado. Em comum, elas têm a encenação dramática chamada “matança”, na qual os espiões dizimam toda a tribo.

Bancários – A partir das 19h, a Praça da Paz vai receber o projeto literário “Poesia Falada”. Na ocasião, o poeta e cordelista Armando Fernandes vai recitar cordéis de sua própria autoria.

Mangabeira – A Escola de Samba Pavão de Ouro é a atração da Praça do Coqueiral, em Mangabeira, às 19h. O nome oficial do grupo é Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Pavão de Ouro, surgido em 2010, no Bairro São José. No mesmo ano, a escola conseguiu o quinto lugar no desfile das agremiações do Carnaval Tradição, na categoria que disputou. A partir daí, não parou mais, tendo se apresentado em vários eventos culturais e tradicionais na cidade.

Tambaú –  A Tribo Indígena Índio Africanos se apresenta a partir das 19h, na Feirinha de Tambaú. Foi fundada em 1918 (marco do próprio carnaval de João Pessoa) e já obteve 47 títulos consecutivos nos desfiles desde aquela época. Em 1996, a agremiação tinha sede no bairro da Torre. Em 1997, mudou-se para a Comunidade Jardim Samaritano, no Cristo Redentor. Os Africanos da Torre já se apresentaram até fora do Estado da Paraíba. Tem as cores preta, vermelha e branca no seu pavilhão e fantasias. Desfila anualmente com uma média de 100 participantes.

Manaíra – O Urso Canibal está na programação da Praça do Skate, a partir das 19h. Fundado em 2005, o Urso começou com nove integrantes e atualmente tem cerca de 50 componentes. Por essa razão, a comissão organizadora responsável resolveu colocar o Urso na Avenida Duarte da Silveira, junto com as demais agremiações carnavalescas – escolas de samba, orquestras de frevo e tribos indígenas. Até o momento, o grupo vem se destacando e trazendo a cultura popular aos bairros de João Pessoa.

Cidade Verde – Na Praça Encanto Verde, a partir das 19h, na Cidade Verde, está programado a Tribo Indígena Xavantes. O grupo foi fundado em 18 de janeiro de 1961, na Rua Marta Pacheco, no Bairro dos Novais. Tem como cores tradicionais o amarelo, o vermelho e o branco. Atualmente está sob a direção de Zé do Balaio e sua sede fica na Comunidade Bola na Rede/Novais.

Convidados da Sedes – Além dos selecionados em edital para o Circuito Cultural das Praças, a Sedes vai levar mais atrações às praças da Amizade (Rangel), da Paz (Bancários), do Coqueiral (Mangabeira) e Encanto Verde (Cidade Verde) nesta sexta-feira.

Na Praça da Amizade, o público poderá assistir a performance do rapper Mc Éssyaga. O convidado atua no cenário musical paraibano desde 2004, quando começou com o grupo Realidade Periférica e agora está partindo para uma carreira solo. Tornou-se um dos idealizadores do Abiarap, que já lançou um CD, e tem outro álbum em preparação. Com esse último trabalho tem participado de vários eventos independentes e oficiais. No repertório, mistura os ritmos regional, gangstar, reggae e reggaeton.

O convidado da Sedes para a Praça da Paz é a cantora paraibana Débora Vieira. Enquanto isso, na Praça Coqueiral, o público verá a apresentação de hip hop da Atitude Humana, que tem como participantes o Poeta FDF e o Negro Tales. Enquanto isso, no anfiteatro João Balula, da Praça Encanto Verde, a atração será o grupo gospel O Verbo.

Confira a programação completa deste final de semana:

SEXTA-FEIRA (02/03)

– Bairro dos Ipês (Praça Coriolano Coutinho) – 17h

Tribo Indígena Tupi Guarani

– Varadouro (Praça Antenor Navarro) – 22h

Tribo indígena Flecha Negra

– Rangel (Praça da Amizade) – 18h

Tribo Tupy Guanabara

– Bancários (Praça da Paz) – 19h

Poeta e cordelista Armando Fernandes

– Mangabeira (Praça Coqueiral) – 19h

Escola de Samba Pavão de Ouro

– Tambaú (Feirinha de Tambaú) – 19h

Tribo Indígena Índio Africanos

– Manaíra (Praça do Skate) – 19h

Urso Canibal

– Cidade Verde (Praça Encanto Verde/ Anfiteatro João Balula) – 19h

Tribo Indígena Xavantes

SÁBADO (03/03)

– Castelo Branco (Praça da Cultura) – 19h

Escola de Samba Independentes de Mandacaru

– Manaíra (Praça Alcides Carneiro) – 17h

Espetáculo de teatro e circo “Além do Circo”

– Padre Zé (Praça da Conquista) – 19h

Zezinho Batista (cultura popular)

– Funcionários I (Praça Lauro Wanderley) – 19h

Urso Panda (cultura popular)

– Jaguaribe (Praça Aquiles Leal) – 19h

Ballet Popular, com Poliana  Silva de Lima

– Funcionários II (Praça Bela) – 19h

Festival Rock 4×4

Convidados da Sedes: espetáculo “A Praça foi feita pro povo cantar, dançar e teatrar” (ONG de Cultura Popular e Quadrilha Junina Xiado do Xinelo)/ Banda Face a Face

– Valentina (Praça Soares Madruga) – 19h

Clube de Orquestra Bandeirantes da Torre

– Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes (Praça da Esperança) – 19h

Marivaldo dos Anjos (cultura popular)