Alimentação saudável é debatida em escolas e creis da Capital

Por - em 48

A busca de uma alimentação equilibrada e uma vida mais saudável são os temas discutidos durante toda esta semana em diversas escolas municipais e Centros de Referência da Educação Infantil (Creis). As atividades fazem parte das comemorações do ‘Dia Mundial da Alimentação’, celebrado na terça-feira (16). Além de uma brincadeira saborosa, as crianças também colocam a ‘mão na massa’ e aprendem a fazer sucos e pratos variados, explorando a imaginação através da mistura das cores das frutas e verduras que compõem a merenda diária nas escolas mantidas pelo Governo Municipal.

Entre laranjas, beterrabas e os olhos curiosos, meninos e meninas expandiram seus paladares e descobriram que crescer forte e com saúde pode ser divertido. Na tarde desta quinta-feira (18), alunos do pré-escolar à quarta série da Escola Municipal José Eugênio, situado no bairro Geisel, participaram de um ‘aulão’ especial acompanhados por professores e nutricionistas.

“Eu achava que beterraba tinha um gosto ruim, nunca tinha provado antes misturado com suco, adorei, vou pedir para minha mãe fazer em casa”, relatou o aluno da quarta série, Jardel Alexandre Silva, 10. Para a diretora geral da Escola José Eugênio, Gersiane Miranda, descobertas como a do aluno Jardel é o que motivam a expansão deste tipo atividade.

“Não só na Semana da Alimentação, mas durante o ano inteiro, temos a preocupação, de oferecer uma alimentação variada. Essa é uma das grandes preocupações da atual gestão e, que vem ao longo deste três anos modificando o comportamento alimentar das crianças”, afirmou a diretora. Prática essa, confirmada por Luiza Pereira Maciel, merendeira. “Nas nossas escolas trabalhamos com os melhores produtos do mercado e sempre priorizamos a higiene e a conversação dos alimentos”.

Gersiane Miranda ainda lembrou que a Secretaria de Educação (Sedec), realizou uma parceria com o Projeto Nutrir, desenvolvido pela empresa de produtos alimentícios Nestlé, que tem como objetivo capacitar merendeiras e supervisores escolares. “Uma vez por ano nossas merendeiras participam de cursos de reciclagem e aprendem novas maneiras de manter um padrão alimentício de acordo com o grau de necessidade de acordo com cada fase da vida das crianças”.

Tatiana Vieira é nutricionista da Sedec. Na ocasião, ela apresentou uma palestra as crianças, intensificando ainda mais a mensagem do dia. “Quanto mais cedo tivemos a consciência que comer bem é a garantia de um crescimento e um envelhecimento com saúde, mais rápido poderemos atingir uma melhor qualidade de vida”.