Alunos do Brasil Alfabetizado começam a receber kit escolar

Por - em 26

Mais de 1.800 alunos que não tiveram a oportunidade de estudar estão participando do Programa Brasil Alfabetizado, promovido pelo Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). As aulas tiveram início este mês em escolas, igrejas, associações, hospitais e centros de cidadania da Capital. Cada alfabetizando está recebendo um kit escolar formado por caderno universitário, lápis, borracha, régua e apontador. O material está sendo entregue em sala de aula pelos coordenadores de turma.

A idade mínima exigida pelo Brasil Alfabetizado é de 15 anos. O programa conta com 100 turmas de no máximo 25 alunos cada, com uma média de idade acima de 40 anos. Dona Maria da Penha da Silva entrou em uma sala de aula pela primeira vez com 48 anos. “Pensei que fosse morrer sem saber escrever meu nome. Estou ansiosa para que esse dia chegue”, vibra a diarista.

“Tem havido um esforço grande da equipe do Brasil Alfabetizado e da Sedec para que os alunos atinjam o seu objetivo: aprender a ler e escrever. E que também não parem ao término da etapa, e sim, continuem a escolarização”, disse a coordenadora do programa, Maria Rosário Bezerra.

Capacitação – Os 100 alfabetizadores estão participando da formação continuada promovida pela Secretaria de Educação e Cultura (Sedec). O curso de 68 horas teve início este mês e termina em outubro, sendo realizado quinzenalmente nas sextas-feiras, nas dependências do Centro de Capacitação dos Professores (Cecapro), localizado na Avenida Epitácio Pessoa. O curso prepara o alfabetizador para ministrar as aulas durante a etapa que tem duração de oito meses. Dentro do conteúdo, os professores vêem temas como: identidade coletiva, carnaval, mulher, trabalho, saúde, cidadania, ética, direito e deveres do consumidor.

Programa – O Brasil Alfabetizado é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Prefeitura de João Pessoa (PMJP). Para se tornar alfabetizador do programa é necessário que o interessado possua no mínimo o certificado do ensino médio (magistério) ou esteja matriculado em algum curso superior na área educacional (licenciatura).