Alunos mostram o que aprenderam e alertam sobre os perigos no trânsito

Por - em 42

Como parte da programação da Semana Nacional de Trânsito, até o próximo dia 25, as unidades de ensino da rede municipal vão realizar diversas atividades que têm como foco a Educação para o Trânsito. Nesta quinta-feira (20), as escolas Dom Marcelo Carvalheira e Índio Piragibe apresentaram todos os trabalhos realizados nas salas de aula pelo projeto de educação para o trânsito da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), que tem como objetivo levar para as salas de aula os conceitos de trânsito e a necessidade do envolvimento de todos nessa discussão.

Cerca de 280 alunos do ensino fundamental II da Escola Índio Piragibe realizaram uma intervenção na Avenida Desembargador Hilton Souto Maior, ao lado da Secretaria de Segurança Pública. Utilizando a banda marcial como instrumento pedagógico e lúdico, a escola conseguiu chamar a atenção dos pedestres e motoristas que transitaram pela avenida. Durante a intervenção, foram distribuídos panfletos artesanais produzidos pelos alunos da escola, que enfocavam a Legislação de Trânsito e como se comportar nas vias.

“Está sendo muito importante a realização dessa atividade fora do ambiente escolar, porque além de mostrar os trabalhos dos alunos eles podem assumir verdadeiramente o papel de multiplicadores na busca de uma conscientização em relação a um trânsito mais seguro”, lembrou Keres Torres, supervisora pedagógica da escola Índio Piragibe

Já os alunos da escola Dom Marcelo Carvalheira tiveram um dia um pouco diferente. Com a presença de um palhaço transitando pela escola, as crianças puderam, nos próprios corredores, entender um pouco mais do comportamento no trânsito. A atividade reuniu todos os alunos da escola e teve como objetivo trabalhar de forma lúdica a temática que já vem sendo vivenciada dentro da escola desde o inicio de 2007.

“Nós começamos a trabalhar a temática do trânsito de forma interdisciplinar desde o inicio do ano. A atividade que nós realizamos hoje é resultado desse esforço”, explicou Zacarias Virginio, diretor da escola Dom Marcelo Carvalheira

Na escola, também estiveram expostos cartazes, painéis e placas de trânsito, todas produzidas pelos próprios alunos. “É muito importante que os professores envolvam os conceitos de trânsito dentro das disciplinas. A educação para o trânsito deve começar desde cedo”, declarou Daniele Pedro, aluna da 8ª série da escola Dom Marcelo Carvalheira