Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto começa segunda-feira

Por - em 45

Homenageado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), o poeta, professor e jornalista Sérgio de Castro Pinto, vai estar, na próxima segunda-feira (1º), no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, para o início das atividades do Ano Cultural. A abertura oficial acontece a partir da 15h.

A programação de abertura do Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto terá inicio com a exposição de reproduções dos poemas do livro “O zôo imaginário”, ilustrados por Flávio Tavares. Em seguida será exibido o documentário sobre o homenageado, produzido pela TV Cidade de João Pessoa.

Na oportunidade, a Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), responsável pela ação, irá lançar os prêmios ‘Estudante Destaque – Uma viagem pelo mundo animal’, e de ‘Ilustração’, no qual será realizada a representação gráfica de poesias e o projeto interdisciplinar “Poesia na Escola”. Ainda na programação de abertura haverá a leitura dramática de poemas de Sérgio de Castro Pinto pela atriz e professora Marinalva Rodrigues. Em seguida, o prefeito Ricardo Coutinho (PSB) assinará o decreto de instituição do programa.

O encerramento acontece com uma palestra sobre o autor, proferida pelo professor Arturo Gouveia.
Durante o lançamento do Ano Cultural, a Prefeitura aproveitará a oportunidade para apresentar a nova ação que integra a atividade, que é o projeto “Escola-Irmã”. Essa iniciativa irá incentivar a relação entre as escolas municipais e as demais unidades de ensino das proximidades, sejam estaduais ou particulares. Para isso, serão promovidas atividades literárias de interação entre os alunos das duas escolas.

Ano Cultural – O projeto Ano Cultural é uma iniciativa da PMJP desenvolvida desde 2007, com o objetivo de homenagear uma personalidade paraibana de destaque no cenário cultural brasileiro e incentivar o estudo de suas produções nas escolas municipais. A 1ª edição do programa homenageou Ariano Suassuna e, em 2008, José Lins do Rego. Este ano, mais um ilustre paraibano se tornará foco das produções de estudantes e professores da rede municipal de ensino, com a instituição do Ano Cultural Sérgio de Castro Pinto, em reconhecimento à brilhante trajetória trilhada pelo poeta e professor que em muito engrandece o cenário artístico, educacional e cultural da nossa gente.

Sérgio de Castro Pinto – O poeta, professor e jornalista, Sérgio de Castro Pinto nasceu em João Pessoa, na Paraíba. É formado em Direito e exerce a docência de Literatura Brasileira na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Ocupa a cadeira de número 39 na Academia Paraibana de Letras, cujo patrono é o escritor José Lins do Rego.  
Dentre suas obras estão: Gestos Lúcidos, Edições Sanhauá, 1967; A ilha na Ostra, Edições Sanhauá, 1970; Domicílio em Trânsito, Civilização Brasileira, 1983; O cerco da Memória, UFPB, 1993; A Quatro Mãos, (poesias, com ilustração de Flávio Tavares), UFPB, 1996; Os Paralelos Insólitos, discurso de posse na APL, UFPB, 1996; Longe Daqui, Aqui Mesmo – A Poética de Mário Quintana, Editora UNISINOS, 2000.  

A sua poesia é bastante elogiada e obteve sucesso de crítica e público. Um dos mais recentes prêmios, em nível nacional, foi o “Guilherme de Almeida”, promovido pela União Brasileira de Escritores, pela obra “Zôo Imaginário”, considerada pela comissão julgadora o melhor livro de poesia do ano de 2005.