Arrastão orienta população sobre o combate à dengue

Por - em 56

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou na manhã desta segunda-feira (28) mais um arrastão contra a dengue, dessa vez no Valentina de Figueiredo. Cerca de 90 agentes da Vigilância Ambiental, profissionais dos Programas de Saúde da Família (PSFs) da localidade e participantes do Orçamento Democrático (OD) estão percorrendo toda a área do bairro e inspecionando casa por casa a procura de focos do mosquito Aedes Aegypti, em uma ação que será realizada durante toda a semana.

No trabalho, que está sendo realizado tem caráter educativo, a população está recebendo orientações sobre a melhor forma de prevenção e material educativo. Nas áreas de maior incidência de foco também está sendo utilizado o fumacê.

Orientações – Manter bem tampados tonéis e barris de água; retirar sempre a água acumulada nas lajes; guardar pneus em local seco e coberto; encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta e remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas são algumas das orientações passadas aos moradores do bairro durante o arrastão.

Apresentando os sintomas da doença, como febre e dores no corpo, a dona-de-casa Tânia Maria da Silva, 58, teve a residência vistoriada durante o arrastão, nesta segunda-feira (28), e elogiou o trabalho realizado. “Ficamos mais tranquilos com a visita do pessoal. É importante esse trabalho, para evitar que mais pessoas fiquem doentes, como eu”, disse Tânia Maria, que cobrou maior colaboração da população para acabar com o Aedes Aegypti.

Apesar de apresentar os sintomas da dengue, Tânia Maria disse que toma todos os cuidados necessários. “Evito tudo que possa acumular água. Este ano já lavei a caixa d’água duas vezes. Mesmo assim estou com dengue. É preciso que todos tenham essa preocupação e esses cuidados. Se você tem e seu vizinho não, fica difícil”, ressaltou.

O arrastão de combate à dengue prossegue nesta terça-feira (29) na capital, a partir das 8h, segundo informou João Onofre, apoiador da Vigilância Ambiental. A concentração da equipe será no Terminal de Integração, próximo ao 5º Batalhão da Polícia Militar, no Varadouro.

Serviço – Qualquer suspeita de focos de dengue pode ser denunciado através do número 0800-282-7959. A pessoa não precisa se identificar, basta informar o endereço onde podem ser encontrados focos do mosquito.