Artesãs vão a pontos turísticos para unir história e cultura

Por - em 35

Um grupo de 30 mulheres artesãs visitou, na manhã desta segunda-feira (31), vários pontos turísticos da Capital, como o Casario e o Centro Cultural São Francisco. A visita faz parte do programa ‘Raízes da Arte’, que envolve mais de 120 artesãs em oficinas de bordado e crochê assemelhado, reciclagem e fuxico. O programa é desenvolvido pela secretaria municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, juntamente com as secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes) e de Desenvolvimento Social da Produção (Sedesp).

O passeio desta segunda-feira foi feito pelas alunas da oficina de reciclagem. De acordo com a Coordenadora da Assessoria temática de Trabalho e Enfrentamento à Pobreza da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Lúcia Silva, as 120 artesãs envolvidas no projeto são atendidas nos programas de assistências dessas secretarias, a exemplo das mulheres vítimas de violência, que recebem atendimento no Centro de Referência da Mulher.

“Essa é a segunda turma a realizar a visita. O objetivo é que elas façam um reconhecimento do patrimônio histórico e cultural da cidade e tragam para o artesanato produzido por elas a identidade cultural de nossa cidade. É colocar em cada trabalho um pouco da nossa cultura, do nosso patrimônio e transplantar esses elementos para as peças que serão comercializadas nas feiras, fortalecendo a identidade local”, destacou. Segundo Lúcia Silva, novas visitas serão feitas e ao final dos cursos, no mês de agosto, será lançado um catálogo com as peças produzidas pelas artesãs.