Ato contra a violência mobiliza mulheres no Ponto de Cem Réis

Por - em 87

O Ponto Cem Réis foi palco, na manhã desta sexta-feira (11), do Ato contra a Violência às Mulheres, que reuniu cerca de 100 mulheres da sociedade civil e representantes governamentais. A Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura de João Pessoa participou da mobilização, junto com o Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, único serviço no Estado especializado no atendimento às mulheres vítimas de violência.

A mobilização acontece sempre no dia 11 de cada mês em vários pontos da cidade. Segundo a representante da Rede de Mulheres em Articulação na Paraíba, Terlúcia Silva, o objetivo é sensibilizar a sociedade sobre a violência de gênero, para que as autoridades competentes atentem para o crescente número de mulheres assassinadas no Estado. “A nossa luta é pela efetivação da Lei Maria da Penha. A Paraíba ainda não dispõe de um juizado especializado em causas de violência à mulher. Até quando ficaremos clamando justiça nas praças para que algo seja feito?”, indagou Terlúcia Silva.

Também esteve presente no ato, a família da jovem Aryane Thais (21 anos), que foi assassinada às margens da BR-230, na Capital, no último mês de abril. A mãe da jovem, Hipernestre Carneiro, disse que a sua luta agora é por todas as mulheres que sofrem violência. “Nós mulheres não podemos nos calar diante de tantos assassinatos. Clamamos justiça e punição para os culpados”, completou.

Entre as organizadoras da mobilização estão a Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB), a Rede de Mulheres em Articulação na Paraíba, a Marcha Mundial de Mulheres, o Fórum de Mulheres da Paraíba, o Centro de Atendimento às Vítimas de Crimes (CEAV), o Coletivo Wen-do/João Pessoa, além da Secretaria Municipal das Mulheres, Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra, Secretaria Estadual de Políticas para Mulheres e Associação Paraibana de Imprensa – API.

Atendimentos – De janeiro a maio deste ano, o Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra atendeu 128 mulheres que buscaram ajuda pela violência sofrida. Em 2009, foi registrado atendimento a 481 mulheres, o que significou uma média de 40 novos casos atendidos ao mês.

O Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra está situado à Rua Afonso Campos, 191 – Centro, funcionando de segunda a sexta-feira, das 07h às 19h. O serviço ainda disponibiliza atendimento através do telefone 0800 283 3883.