Audiência sobre Parque Cuiá reúne moradores no Valentina

Por - em 36

Os moradores do Valentina Figueiredo e de comunidades e bairros vizinhos puderam conhecer um pouco mais sobre o Parque Natural Municipal do Cuiá, que será criado oficialmente pela Prefeitura Municipal de João Pessoa na próxima sexta-feira (29). Um primeiro estudo que deverá resultar no projeto final do parque foi apresentado à comunidade durante uma audiência pública realizada na noite desta segunda-feira (25), no Ginásio Poliesportivo Odilon Ribeiro Coutinho, no Valentina II. O evento teve a presença do prefeito Luciano Agra, secretários municipais e auxiliares do governo.

“É um sonho muito grande que está começando a se concretizar. Temos a satisfação de saber que vamos poder contar a partir de agora com esse projeto”, destacou a moradora do bairro do Valentina II, Margarida Lacerda, ressaltando que a ideia da Prefeitura irá resultar em maior lazer e diversão para as crianças que moram nos bairros próximos ao parque.

Localizado entre os bairros do Valentina, Grotão, Cuiá, Boa Esperança e adjacências, a área do local é de 42 hectares. O Parque Cuiá também está incluso no projeto de lei que cria o Sistema Municipal de Áreas Protegidas – encaminhado neste mês de abril à Câmara Municipal da Capital – e está sendo elaborado pela PMJP, através da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e Secretaria de Planejamento (Seplan).

Durante a audiência, os moradores puderam tirar dúvidas sobre a aplicação do projeto e ouvir detalhes sobre o estudo. O prefeito Luciano Agra falou sobre a importância da implantação do parque e lembrou que, com a iniciativa, João Pessoa ganha com uma melhor preservação da área remanescente da Mata Atlântica e também com um novo espaço de lazer.

“Uma média de 75% de toda a área verde de João Pessoa está localizada em áreas privadas. Com o Parque Cuiá vamos poder trabalhar com a preservação de uma área significativa da Mata Atlântica e, ao mesmo tempo, poder proporcionar à população da Capital mais espaço verde e de lazer”, completou o prefeito.

Luciano Agra também ressaltou a importância de levar o debate sobre a iniciativa à própria comunidade. “Para empreender uma ação dessa envergadura, a Prefeitura precisa interagir com a população, discutir, debater a questão e trabalhar em parceria. O que estamos fazendo é dar um pequeno passo para uma grande caminhada a fim de termos uma cidade melhor no futuro”, disse ele.

Estudo – Os moradores que foram à audiência puderam ainda conhecer detalhes do estudo sobre as potencialidades do local e sugerir novas ideias. “O projeto final deverá seguir a linha de trabalho do próprio governo municipal de que essas iniciativas precisam refletir as necessidades da população”, ressaltou a coordenadora de Projetos Especiais da Seplan, Márcia Barreiros, informando que o plano final deverá ser concluído no próximo mês de maio.

Entre as alternativas sobre utilização da área e equipamentos que poderão compor o novo parque, a proposta inicial apresentada à comunidade propõe espaços diferenciados de lazer para tipos diferentes de visitantes. Haverá áreas para esportes de aventura, como arvorismo, tirolesa e caminhadas em trilhas; lazer com pedalinho; gazebo com área para descanso em redes; anfiteatro; ponte pênsil; quiosques e espaços também para contemplação da natureza.

O local também contará com estacionamento para 250 veículos, banheiros públicos, postos e câmeras de segurança, além de equipamentos com acessibilidade. “O projeto prevê que 25% da área do parque será acessível a portadores de necessidades especiais, a exemplo de brinquedos e outros equipamentos de lazer”, explicou a arquiteta da Seplan, Tharsiana Freitas.

Decreto – Na próxima sexta-feira, o prefeito Luciano Agra assinará o decreto de criação do Parque Natural Municipal do Cuiá, como parte da programação comemorativa de um ano de governo.”Estamos em um momento da gestão que podemos começar a implementar uma política ambiental na cidade de João Pessoa. Isso é importante para todos nós que trabalhamos com o meio ambiente. Estamos trabalhando para que a cidade de João Pessoa consiga crescer com sustentabilidade”, ressaltou a secretária municipal do Meio Ambiente, Lígia Tavares.