‘Augusto das Letras’ comemora centenário do ‘Eu’ a partir de sexta

Por - em 79

O projeto “Agosto das Letras”, que este ano recebeu o nome de “Augusto das Letras” em homenagem ao centenário de publicação do livro “Eu”, do poeta paraibano Augusto dos Anjos, começa oficialmente nesta sexta-feira (24). Na programação, que se estende até o dia 31, serão realizadas apresentações de dança, shows musicais, recitais, vídeos, exposições, palestras, debates com especialistas e, ainda, o lançamento de um livro sobre o poeta. A realização é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

No primeiro dia do evento, o público poderá conferir a abertura de exposições sobre o poeta paraibano. Entre elas, “Eu e Augusto”, do artista Eulâmpio Neto, e “Mostra Iconográfica sobre Augusto dos Anjos”, sob a curadoria de Eudes Rocha. Além destas, será realizada uma palestra com o escritor Bráulio Tavares, a partir das 20h, na Usina Cultural Energisa.

No mesmo local, a partir das 21h30, será realizada uma apresentação especial com o poeta e repentista paraibano Oliveira de Panelas. Com o talento nacionalmente reconhecido, o cantador recitará as belezas do cordel e do repente.

Além da Usina Cultural Energisa, outros ambientes de João Pessoa vão receber atividades em comemoração ao centenário do “Eu”. São eles: a Academia Paraibana de Letras, o Casarão 34, a Casa de Musicultura, a Livraria do Luís e a Praça de Eventos do Shopping Tambiá.

Artista – Eulâmpio José da Silva Neto é natural de Recife (PE), mas reside em João Pessoa há 27 anos. Além de artista plástico, Eulâmpio Neto, como é mais conhecido, é graduado em medicina veterinária e professor de anatomia humana da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Nas artes plásticas, fez poucos cursos, aprendeu tudo sozinho e aperfeiçoou algumas técnicas em argila.

“Pathos das Dores e das Loucuras” foi uma exposição de destaque do artista, que aconteceu em 2009, no Casarão 34, e percorreu as cidades de Recife (PE) e Patos (PB). Eulâmpio ainda participou da Coletânea Paraibana de Artistas, que ocorreu na Estação Cabo Branco, em 2009.

Agosto das Letras – O evento faz parte do calendário fixo da Funjope e teve sua primeira edição em 2007, quando homenageou o escritor paraibano Ariano Suassuna. O projeto literário inclui oficinas, exibição de filmes, mesas-redondas, lançamento de livros e shows musicais.

O objetivo do projeto é aproximar editores, produtores, autores e leitores com base no lúdico, no pedagógico e na política editorial. O “Agosto das Letras” já reuniu grandes nomes da literatura brasileira em João Pessoa, a exemplo da poetisa Alice Ruiz.

Augusto dos Anjos – Considerado um dos poetas brasileiros mais originais, Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos nasceu no Engenho Pau d’Arco, em 20 de abril de 1884, em Sapé (PB). Fez a escola secundária em João Pessoa e se formou no curso de direito em Recife (PE). Seu único livro, “Eu”, foi publicado em junho de 1912. No ano seguinte, ele se mudou para a cidade de Leopoldina (MG), onde morreu vítima de pneumonia, em 12 de novembro de 1914.

O poeta é um dos mais lidos do país, famoso por sua originalidade temática na fase que antecedeu o modernismo. De início, tanto a crítica quanto o público ignorou o livro “Eu”, que só alcançou novas edições devido ao empenho de Órris Soares, amigo e biógrafo do autor.

Sexta-feira (24)

19h: Abertura das exposições “Eu e Augusto”, do artista Eulâmpio Neto, e “Mostra Iconográfica sobre Augusto dos Anjos”, sob a curadoria de Eudes Rocha

20h: Palestra-Debate com Bráulio Tavares/Mediadores: Ângela Bezerra de Castro e Rinaldo Gama

21h30: Oliveira de Panelas

Local: Usina Cultural Energisa