Aumenta número de jovens e idosos nas assembléias do OD

Por - em 34

As assembléias regionais do Orçamento Democrático da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) elegeram nesta semana 64 novos delegados. Os representantes populares foram eleitos por aclamação pelos moradores dos bairros das 11ª e 12ª regiões. As assembléias vem atraindo um número cada vez maior de jovens e adultos.

Entre os eleitos estão John Edson Batista, de 16 anos, morador do conjunto Gervásio Maia, e Michele da Conceição Lira,de 20 anos, que reside no conjunto residencial Marinês. Tem ainda o aposentado Elias Cavalcante, de 64 anos. Ele já tinha sido indicado delegado, mas havia abandonado o cargo. Elias explica a razão do retorno a função. “Já conseguimos muitas coisas, como esta escola no Alto do Céu, a creche aqui ao lado. Os investimentos em infraestrutura e saneamento no bairro. Por isto estou me candidatei novamente por entender a importância da função de delegado e assim continuar o trabalho que comecei com os companheiros em 2005”, afirmou.

No caso de John Edson, eleito delegado na assembléia desta terça-feira (19), o motivo de candidatar-se foi a constatação de que faltam de jovens ocupando espaço tão importante para a comunidade. “Nunca vi um jovem atuando no Orçamento Democrático. Então, resolvi entrar nessa luta e ajudar minha comunidade e todas as outras na conquista de mais melhorias”, destacou.

Função – Os delegados eleitos pelas Assembléias do Orçamento Democrático (OD) irão atuar junto ao Governo Municipal, na defesa dos interesses dos seus bairros e comunidades com a missão de reivindicar e fiscalizar o orçamento público do município. A coordenadora do Orçamento Democrático, Ana Paula Almeida, explicou que os representantes populares recém-eleitos nas assembleias irão atuar na busca de melhorias para a cidade de João Pessoa. Segundo ela, os delegados contribuem para a promoção da política de transparência e da democracia participativa.

Os delegados fazem um trabalho de motivação nas regiões que representam. Eles formam comissões de fiscalização das ações realizadas pelo Governo Municipal e acompanham a aprovação das leis orçamentárias na Câmara de Vereadores, um trabalho voluntário, ressaltou Ana Paula.