Auxílio às famílias atingidas pelas chuvas na Capital

Por - em 32

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da sua equipe multisetorial, está prestando total auxílio às famílias desabrigadas ou que tiveram suas casas imundadas em virtude das chuvas, registradas na Capital nos últimos dias. De acordo com a Defesa Civil de João Pessoa, 29 famílias foram relocadas de suas residências neste final de semana. O órgão também recebeu 32 chamados de baixo risco, decorrentes de alagamentos e pequenos deslizamentos.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Rodrigo Marques, o dia de ontem, domingo (17), foi o mais crítico. “Houve um deslizamento na comunidade São Rafael, no Castelo Branco, e quatro casas foram interditadas e as famílias removidas para locais seguros. Já na comunidade do Citex, entre o Geisel e João Paulo II, ocorreram deslizamentos e alagamentos, desabrigando outras cinco famílias”, diz ele. As famílias foram relocadas para a Escola Municipal Celso Furtado, no João Paulo II.

Na comunidade 1° de Abril, no bairro do Grotão, que não era considerada como área de risco, dez famílias foram retiradas e instaladas na Escola Municipal Celso Furtado, onde receberam colchões, cobertores, cestas básicas e atendimento do Samu. Já na comunidade São Judas Tadeu, no Alto do Mateus, um deslizamento destruiu parte de uma residência e a família foi retirada. No Jardim Veneza, a obstrução de drenagem das Três Lagoas acarretou no alagamento de casas na região.

Balanço – Na última sexta-feira (16), uma família foi deslocada de sua residência na comunidade Renascer, no Varadouro, para a casa de vizinho, enquanto a Defesa Civil Municipal averigua as condições de habitação do imóvel. No dia seguinte, oito residências foram alagadas na comunidade Monsenhor Magno e quatro famílias foram para o abrigo que está funcionando na Escola Estadual Maria Quitéria, no Treze de Maio, enquanto as outras quatro foram para casas de amigos e parentes.

Outras áreas atingidas, mas com ocorrências consideradas de baixo risco pela Defesa Civil foram: Costa e Silva, Roger, Mandacaru, Colinas do Sul, Valentina Figueiredo, Alto do Mateus, Ernani Sátiro, Novais, Cabo Branco, Jardim Cidade Universitária, Bairro das Indústrias, Geisel, Jardim Veneza, João Paulo II, Mumbaba, Mangabeira, Bessa, Cruz das Armas, Torre e Castelo Branco.

Conforme Rodrigo Marques, os problemas encontrados nessas áreas foram desabamentos de muros, deslizamentos de barreira sem gravidade, alagamentos, rachaduras e infiltrações em residências. Nestes casos a Defesa Civil orienta os moradores a resolverem o problema. “Nós entregamos um pequeno plano de reforma de baixo custo, para evitar que o problema na infraestrutura das residências se agrave e seja necessário abandoná-las”, diz o coordenador da Defesa Civil.

A Defesa Civil de João Pessoa disponibiliza o telefone 0800-285-9020 para que a população possa informar sobre ocorrências no seu bairro.