Bairro da Ilha do Bispo ganha ruas pavimentadas e drenadas

Por - em 38

A Prefeitura Municipal de João Pessoa entregou oficialmente na manhã desta sexta (22), à comunidade da Ilha do Bispo obras de drenagem e pavimentação em 12 ruas do bairro. As obras foram de responsabilidade da Secretaria de Habitação Social (Semhab) e fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. Os investimentos foram da ordem de R$ 1,4 milhões.

O prefeito Luciano Agra participou da solenidade. “Estamos entregando oficialmente à comunidade obras que fazem parte de um grande projeto destinado a esta área da cidade, que esteve relegada em segundo plano durante muitos anos antes desta gestão. Além da drenagem e pavimentação das ruas, dentro do PAC Sanhauá já construímos uma passarela metálica sobre o Riacho do Pacote e também estão sendo construídas 288 unidades habitacionais. Sem falar na ciclovia que também vamos trazer para beneficiar os moradores do bairro”, frisou Luciano Agra.

Intervenções – As obras realizadas pela Secretaria de Habitação Social compreenderam 10.471 metros quadrados de pavimentação de vias e 1.630 metros de drenagem. Foram implementadas nas ruas Carneiro Campos, Apolônio Sales, Travessa Carneiro Campos, Travessa Raul Machado, Rua Projetada, Beco Apolônio Sales/Redenção, Acesso Via Oeste (Borracharia), e Avenida Redenção.

A segunda etapa da drenagem e pavimentação também beneficiou as ruas João Bezerra Santos, Maria Pereira de Lima, Severino B. Santos, Venâncio V. Silva, João Nunes de Oliveira e o Acesso Via Oeste (subestação).

Ciclovia – A secretária de Habitação Social, Emília Correia Lima, explicou que a expectativa é que os 288 apartamentos que estão sendo construídos no bairro dentro do PAC Sanhauá fiquem prontos no primeiro semestre de 2011. “Após a transferência das famílias que estão próximas ao mangue, vamos poder iniciar também a construção da ciclovia”, disse ela.

O secretário adjunto da Semhab, José Guilherme, também reforça que a ciclovia do bairro será construída no trecho que segue a partir da antiga ponte existente na comunidade até a divisa com o Alto do Mateus. “No total, serão investidos no bairro só em obras do PAC, cerca de R$ 12 milhões”, completou.