Bairro São José tem Banco Beira-Rio e moeda social

Por - em 191

Os moradores do bairro São José e da comunidade Chatuba contam agora com o Banco Beira-Rio, inaugurado na tarde desta terça-feira (9), e que vai funcionar na sede da Unidade de Saúde da Família, localizada na Rua Edmundo Filho, s/n. O projeto, desenvolvido por igrejas evangélicas e católicas, a associação do bairro, organizações não-governamentais (ONGs) e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), conta com a parceria da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e tem por objetivo fortalecer e desenvolver – através de uma moeda própria – a economia do bairro, gerando emprego e renda.

O Banco Beira-Rio vai funcionar das 10h da manhã às 15h da tarde, com quatro serviços que são o Proced (linha de crédito de R$ 5.000,00 direcionada para os comerciantes locais); Concred, que vai disponibilizar crédito para os moradores no valor de até R$ 50,00 sem juros e que podem ser divididos em até 12 vezes); a loja ‘Brechó Solidário’, que comercializará roupas, produtos de limpeza e artesanatos produzidos pelos moradores e cuja renda será revertida como capital de giro para o projeto, além do serviço do Banco Popular do Brasil, onde as pessoas poderão efetuar pagamentos, abrir contas e solicitar cartão de crédito. O projeto ainda oferece um banco de trabalho que fará um cadastro de profissionais e serviços oferecidos pela comunidade, a fim de divulgar para os bairros adjacentes.

A moeda vigente no projeto será o ‘ribeirinho’, numa homenagem ao rio Jaguaribe que corta o bairro. Cada ‘ribeirinho’ será equivalente a R$ 1,00. Essa moeda valerá exclusivamente dentro do bairro e, de início, o projeto tem em caixa R$ 2.000,00 para empréstimos do Concred.

Requisitos – Os critérios para participar do projeto são: morar no bairro, estar ou vir a integrar alguma entidade social, ser maior de 18 anos, ter idoneidade comunitária ou ser atendido pelo Programa Bolsa Família. Depois, vem a análise do cadastro dos inscritos pelo conselho do projeto, formado por quatro membros, sendo um da Escola Betel Brasileiro, outro da igreja evangélica Assembléia de Deus, mais um da Igreja São Pedro Pescador e outro do Programa Saúde da Família (PSF).

O bairro São José tem a população estimada em 12 mil moradores, sendo 200 pequenos comerciantes. A previsão é que cerca de 40 pessoas poderão ter acesso ao Concred e 20 comerciantes ao Proced, já nesse início do projeto.

O Banco Beira-Rio e o Banco Popular do Brasil começam a disponibilizar os serviços nos próximos 15 dias. O brechó já estará aberto ao público nesta quarta-feira (10). Este é o primeiro banco comunitário da Paraíba e o 20º a funcionar no País. A solenidade de inauguração contou com a apresentação cultural de um grupo de percussão de adolescentes da comunidade do Timbó, no Bairro dos Bancários.