Banco Cidadão beneficia 1,4 mil microempreendedores e incentiva pequenos negócios em João Pessoa

Por Katiana Ramos - em 898

Ter o próprio negócio sempre foi o sonho da costureira Maria das Dores Dantas e foi este ano que ela começou a jornada de empreendedora ao conseguir crédito no Banco Cidadão. O Programa, executado desde 2013 pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria Trabalho, Produção e Renda, é um dos únicos existentes na Paraíba que incentiva o empreendedorismo nos municípios.

Somente este ano, até o mês de setembro, foram liberados R$7.929.300,00 em microcrédito que beneficiaram quase 1.469 microempreendedores. Desde 2013, o investimento da PMJP no Banco Cidadão somou o montante de R$41.559.600,00 milhões. A vendedora autônoma Shirlene Maria Gomes dos Santos sabe da importância da linha de crédito especial para pequenos empreendedores como ela, que pela quarta vez foi contemplada com recursos para investir na compra de cosméticos.

“Faz seis anos que trabalho com venda de cosméticos porta a porta. Compro sempre em grande quantidade para manter meu estoque variado. Desde que fui pela primeira vez ao Banco Cidadão consigo o crédito sem burocracia e é sempre uma ajuda para a gente que trabalha sozinho”, relatou Shirlene Gomes.

Com taxa de juros de 0,9% ao mês e pagamento parcelado em até 24 meses, o Banco Cidadão é mantido com recursos da PMJP e tem se mostrado como forte estímulo aos moradores da Capital que queiram iniciar o próprio negócio. Na Paraíba, somente o município de João Pessoa conta com um programa de abrangência ampla e com investimentos desse porte. No interior do Estado, o município de Bananeiras conta com um programa de microcrédito semelhante e em Cajazeiras há uma ação, desenvolvida em parceria como Sebrae, voltada apenas ao público feminino.

A secretária do Trabalho, Produção e Renda da Capital, Olenka Maranhão, lembrou que o Programa Banco Cidadão vai de encontro aos futuros empreendedores promovendo ações em espaços públicos e nos bairros da Capital e tem se mostrado como uma esperança para pessoas que perderam o emprego formal e querem investir no próprio negócio.

“Nesse momento da economia do País em que todos os empreendedores estão sendo provocados a ter criatividade, a Prefeitura tem à disposição o Banco Cidadão. Acima de tudo, promovemos a esperança para que as pessoas tenham a chance de mudar de vida, tenham melhores condições de criar e melhorar os seus negócios. Nós fomentamos o mercado da Capital com geração de emprego e renda”, reforçou a secretária.

Acesso – Para fazer a inscrição no Banco Cidadão, o empreendedor deve apresentar cópia e original de RG, CPF e comprovante de residência de mês atual. Podem se inscrever pessoas com idade a partir de 18 anos e que morem em João Pessoa há pelo menos seis meses. O microempreendedor não pode estar inadimplente nos cadastros de proteção ao crédito.

O Banco Cidadão concede empréstimos no valor de até dez salários mínimos (R$ 9.370), com taxa de juros de 0,9% ao mês e carência de até três meses. Os pagamentos podem ser quitados em até 24 meses. Após o término do contrato, o empreendedor pode renová-lo.