Banda 5 de Agosto e Amanda Cunha abrem novo projeto da Funjope neste domingo

Por - em 103

A Banda de Música da Cidade de João Pessoa 5 de Agosto e  a solista Amanda Cunha estreiam o mais novo projeto da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), intitulado ‘Solistas da Paraíba’. O evento acontece a partir das 18h deste domingo (29), na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes.

O projeto compreende uma série de apresentações da Banda de Música 5 de Agosto, com a participação especial de solistas paraibanos. A iniciativa visa valorizar os talentos locais. Na programação deste final de semana, será apresentado um repertório eclético que vai desde músicas de compositores eruditos até os mais populares.

Na primeira parte da apresentação, a Banda de Música 5 de Agosto executará canções como “Dobrado no 7” (Cromacio Leão) e “Habanera” (Georges Bizet), com a participação da solista Amanda Cunha. Na ocasião, o público também poderá ouvir o clássico “Sinfonia Inacabada”, em movimento Allegro Moderato, de Franz Schubert.

A segunda parte da performance terá no repertório canções regionais como o choro “Um Novinho Apaixonado”, de Adelson Machado, com a participação do solista residente Gilvan Pereira. Destaque ainda para a execução de “Les Miserables”, de Claude-Michel Schönberg, mais uma vez com a presença da solista Amanda Cunha.

Banda 5 de Agosto – A banda faz 48 anos de fundação este ano. Ela foi criada pelo maestro Tenente Lucena. Atualmente, é regida pelo maestro Adelson Machado, tendo como adjunto Rogério Borges. A partir de 2005, o grupo foi vinculado à Funjope, passando a integrar, de forma mais consistente, a cena cultural da cidade.

Amanda Cunha – Graduada em Música e Canto pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), iniciou seus estudos com o professor doutor Lemuel Guerra, em Campina Grande. Participou do projeto ‘Músicas do Mundo’, também da Funjope, com a Experimental Jazz Band e Michael Pipoquinha, comemorando os 47 anos da Banda de Música 5 de Agosto. Amanda Cunha já subiu ao palco com importantes grupos e artistas, a exemplo da Orquestra de Violões da Paraíba. Atualmente, vem se destacando como professora de canto e se dedicando à composição, além de se apresentar em barzinhos e festas particulares da capital paraibana.