Bandas de escolas municipais de JP vencem campeonato no Ceará

Por - em 32

Alunos das escolas municipais de João Pessoa conquistaram a premiação máxima na III Copa Norte e Nordeste de Bandas e Fanfarras, realizada na cidade de Euzébio, no Ceará, no último final de semana, com o objetivo de incentivar a atividade musical no contexto educacional. As bandas premiadas foram as das escolas Virgínius da Gama e Melo e Castro Alves, além da Banda Marcial Municipal da Educação.

Na categoria Banda Marcial Infanto-Juvenil foi premiada a banda marcial Virgínius da Gama e Melo, que obteve o 1º lugar na categoria Corpo Coreográfico. A escola ainda foi premiada com o 2º e o 3º lugar nos postos de Baliza e Regente, respectivamente. Já na categoria Banda Marcial Show, a premiada foi a banda marcial Castro Alves, que obteve ainda o 1º lugar para a Baliza e o 2º lugar para o Corpo Coreográfico. Na categoria banda marcial Master a vencedora foi a Banda Marcial Municipal da Educação, que além de ter sido eleita a melhor banda na categoria, obteve ainda o 1º lugar para as modalidades de Regente e Corpo Coreográfico.

Para Julio Cesar Ruffo, coordenador do projeto Bandas, Música e Dança da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), esses resultados chegaram em boa hora. “Isso tudo só reforça o papel desempenhado pela PMJP na permanente valorização à cultura musical nas escolas. As bandas marciais têm sido uma ferramenta importante para inclusão da música como proposta sócio-educativa e cultural nas escolas do município, além de resgatar os valores cívicos dos alunos, bem como das suas comunidades”, observou Ruffo.

Projeto Bandas, Música e Dança – Júlio Ruffo explicou que desde o início da atual gestão, as bandas das escolas municipais de João Pessoa vêm recebendo incentivo e investimento, como a aquisição de instrumentos musicais e a execução do projeto ‘Educar a criança através da música’, realizado pela Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), através da sua coordenação. O ‘Educar a criança através da música’ tem atuado nas escolas municipais como principal motivador do ensino da música. Entendendo esses grupos como instrumentos pedagógicos, o projeto tem buscado ampliar as atividades além das tradicionais bandas marciais, abrindo novos horizontes nas mais diversas áreas musicais.