Bandas de rock paraibanas fazem a abertura do show da cantora Pitty

Por - em 55

Um verdadeiro festival da nova cena do rock paraibano. É assim que pode ser classificada a programação que acontece no Busto de Tamandaré, nesta sexta-feira (19), por ocasião do lançamento do projeto “Jampa Digital” da Prefeitura de João Pessoa (PMJ). As bandas Andada, Outona e Noskill fazem, a partir das 17h, o show de abertura da apresentação da roqueira baiana Pitty, a principal atração do evento cultural promovido pela Fundação Cultural da Capital (Funjope).

A primeira banda a se apresentar na noite desta sexta-feira é a Andada, que surgiu na cena musical paraibana em setembro de 2009 e como integrantes Filipe Maia (baixista), Kléber Nascimento (baterista) e Jeanne Marques (guitarrista). A partir da primeira apresentação foram 2 meses de muito trabalho, ensaios, composições e produção de arranjos. No fim de novembro foram em busca de um vocalista. Encontraram Daniela Alejandra, que transformou o trio num quarteto completo, marcado por uma voz doce mesclada à energia do rock’n roll. Com esta formação, a banda Andada estreou nos palcos no dia 3 de janeiro deste ano, na casa de shows Candeeiro Encantado.

O som que a banda faz é um soft rock,que conta com ‘riffs’ melódicos de guitarra, batidas energéticas na bateria e um baixo criativo. A mistura de influências dos integrantes temperou o estilo: vão de The Doors a Coldplay, passando por bandas como Smashing Pumpkins e cantoras como Lily Allen. O foco do projeto está nas músicas compostas pelos integrantes, mas a Andada tem também seu repertório, músicas de bandas como ‘Garbage’ e ‘Jason Mraz’.

A guitarrista e compositora da banda, Jeanne Marques, fala da sua expectativa para o show. Nós de Andada temos três grandes motivos para lembrar deste show como um marco na nossa história. O primeiro é que, com pouco meses de atividade e um ‘sigle’ lançado, teremos a oportunidade de mostrar o trabalho a milhares de paraibanos, como a gente. E num lugar que é palco dos maiores shows do nosso Estado, onde costumamos frequentar nos fins de semana. Outro bom motivo é que vamos tocar no mesmo palco de um dos maiores nomes do rock brasileiro, que é a Pitty. Ela é sem dúvida uma fonte de inspiração para nós. O terceiro é tocar no lançamento do projeto Cidade Digital, que é um grande projeto. Nós que temos banda usamos muito a internet como meio de divulgação do nosso trabalho, declarou Jeanne.

Outona – Com um ano de história, a banda Outona vem trilhando seu caminho com várias conquistas e a Internet tem sido uma grande aliada. Formada em João Pessoa, em junho de 2008, a Outona hoje é composta por Moisés Moraes (voz), Eduardo Gonçalves (guitarra e Voz), Davi Ribeiro (baixo) e Robertinho Marques (bateria).

Quando a banda tinha apenas um mês e meio de formação, lançou sua primeira música chamada ‘Controle’, que atingiu a marca de mais de mil ouvintes no Myspace na semana de lançamento. No show de estreia, a Outona tocou para mais de 400 pessoas, boa parte cantando Controle.

Em seguida a banda lançou mais 5 músicas, concluindo assim o seu primeiro registro fonográfico (EP) intitulado ‘A Cada Vez Que Eu Respirar’. Tendo ‘Corri’ como música de trabalho. Até agora as seis faixas do EP alcançaram o número de mais de 59 Mil Plays no Myspace.

Noskill – A banda Noskill, a terceira a se apresentar, surgiu em 2005, fazendo um ‘Punk Rock Hardcore’ criativo. A partir daí, foi conquistando seu espaço na cena underground da Capital, tocando com nomes conhecidos do ‘punk rock’ nacional, como o ‘Food4life’, ‘Garage Fuzz’, ‘Sugar Kane’ e ‘Rancore’.