Bate-papo, debate e exposição marcam segundo dia do ‘Augusto das Letras’

Por - em 38

O jornalismo cultural, suas ações e abrangência serão debatidos neste sábado (25) no segundo dia do “Augusto das Letras”, evento realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) em alusão ao centenário de publicação do livro “Eu”, do poeta paraibano Augusto dos Anjos.

O bate-papo com jornalistas, mediado por Rinaldo Gama, acontecerá a partir das 10h30 na Livraria do Luiz, localizada na Praça 1817, número 88, Centro. Ainda dentro da programação deste sábado acontecerá uma palestra-debate com José Nêumanne, mediado pelo escritor Jairo Cézar, e o jornalista Thiago Germano, na Academia Paraibana de Letras, localizada na Rua Duque de Caxias, Centro, às 16h.

À noite, a partir das 19h, será realizada a abertura da exposição “Ensaio sobre o Eu”, da Agência Ensaio. Em seguida, às 20h, haverá a exibição do Vídeo “Ronaldo Cunha Lima respondendo sobre Augusto dos Anjos”, desta vez no Casarão 34, localizado na Praça Dom Adauto, também no Centro de João Pessoa.

Ao longo de toda programação, que se estende até o dia 31de agosto, serão realizadas apresentações de dança, shows musicais, recitais, vídeos, exposições, palestras, debates com especialistas e o lançamento de um livro sobre o poeta. As atividades acontecem em diversos locais da cidade, a exemplo da Academia Paraibana de Letras, Casarão 34, Casa de Musicultura, Livraria do Luiz e Praça de Eventos do Shopping Tambiá.

Agosto das Letras – O evento faz parte do calendário fixo da Funjope e teve sua primeira edição no ano de 2007, quando homenageou o escritor paraibano Ariano Suassuna. O projeto literário inclui oficinas, exibição de filmes, mesas-redondas, lançamento de livros e shows musicais, que acontecem no mês de agosto durante três dias, com exceção deste ano.

O objetivo do projeto é aproximar editores, produtores, autores e leitores com base no lúdico, o pedagógico e a política editorial. O ‘Agosto das Letras’ já reuniu grandes nomes da literatura brasileira em João Pessoa, a exemplo da poetiza Alice Ruiz.

Augusto dos Anjos – Considerado um dos poetas brasileiros mais originais, Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos nasceu no Engenho Pau d’Arco em 20 de abril de 1884. Fez a escola secundária em João Pessoa, se formando no curso de Direito em Recife (PE). Seu único livro, “Eu”, foi publicado em junho de 1912. No ano seguinte, ele se mudou para a cidade de Leopoldina (MG), onde morreu com pneumonia em 12 de novembro de 1914.

O poeta Augusto dos Anjos é um dos mais lidos do país, famoso por sua originalidade temática na fase que antecedeu o modernismo. De início, tanto a crítica quanto o público ignorou o livro “Eu”, que só alcançou novas edições devido ao empenho de Órris Soares, amigo e biógrafo do autor.

Serviço

Dia 25/08 (Sábado)

10h30: Bate-Papo de Rinaldo Gama com jornalistas e convidados sobre Jornalismo Cultural

Local: Livraria do Luiz

 

16h: Palestra-Debate com José Nêumane/ Mediadores: Jairo Cézar e Thiago Germano

Local: Academia Paraibana de Letras

19h: Abertura a Exposição “Ensaio Sobre o Eu” da Agência Ensaio

20h: Exibição de Vídeo – Ronaldo Cunha Lima respondendo sobre Augusto dos Anjos

Local: Casarão 34