Biblioteca Municipal de JP tem 1º acervo de jornais

Por - em 34

A Biblioteca Municipal de João Pessoa conseguiu mais uma importante doação: um acervo com exemplares dos principais jornais paraibanos, de 1990 ao início de 2010. A doação foi feita pelo jornalista Fernando Moura, coordenador de Proteção dos Bens Históricos e Culturais de João Pessoa (Probech), e será acondicionada em uma sala destinada pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes do Município (Sedec). “É um acervo muito importante, pois ainda não tínhamos um arquivo público de jornais”, destaca o coordenador da Biblioteca, Marcos Paulo de Farias.

O acervo de duas décadas traz exemplares dos jornais O Norte, A União, Jornal da Paraíba e Correio da Paraíba (o Diário da Borborema também consta da lista, mas não cobre todo o período). Fernando Moura já havia feito coleção idêntica, por um período de dez anos (1980 a 1990), entretanto, não encontrou a quem doá-la. O acervo, então, foi destinado à reciclagem, por falta de espaço. “Não quero re-editar o crime, por isso fico muito feliz com a aceitação da Sedec. Para que esse acervo chegue ao público, é preciso estar em um ambiente adequado”, diz.

O jornalista conta ainda que a participação direta dele na preservação desses periódicos se deu até 2008, quando a Probech passou a receber dois exemplares de cada jornal: um para uso interno e outro para o arquivo. “Manter esse arquivo é uma forma de preservar a memória da Paraíba”, afirma.

Segundo Marcos Paulo, o acervo será disponibilizado no convento franciscano São Frei Pedro Gonçalves, o Conventinho, onde funcionará a Biblioteca Municipal. Antes de chegar às mãos do público, no entanto, o material passará por uma triagem e depois será encadernado. Futuramente, a ideia é criar arquivos em microfilme ou scanner. “Este é um plano para médio e longo prazo”, adianta.

Doação de livros – A campanha de doação ao projeto ‘Estação do Livro’, realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), já chegou aos nove mil exemplares doados. Todo o acervo é levado para o Centro de Capacitação dos Professores (Cecapro), na Avenida Beira Rio, onde passa por um processo de seleção para fins de catalogação. Depois dessa primeira etapa, a equipe responsável faz a higienização e o processamento técnico do material coletado para, em seguida, enviá-lo ao seu destino. Os livros científicos e coletâneas compõem o acervo da Biblioteca Municipal. Os demais vão para as Estações do Livro, disse Marcos.

A campanha teve início no dia 13 de março deste ano e a arrecadação dos exemplares é contínua. Os livros doados, a maioria deles em ótimo estado de conservação, se dividem em didáticos, infantis, profissionais e de literatura. Revistas, cordéis e gibis também estão na lista.

Postos de Coleta – As doações devem ser entregues nos seguintes pontos fixos: Paço Municipal, no Centro; Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria; Subprefeitura, em Tambaú; Estação Cabo Branco, no Altiplano, e Secretaria de Saúde (SMS), na Torre.

Além desses pontos, há coleta também no Shopping Tambiá, Manaíra Shopping, Iesp/FatecPB, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), e Faculdade Asper. Os livros devem ser depositados em uma caixa específica da campanha que está disponível nos locais já citados.