Caminho do Conhecimento oferece experimentos científicos interativos

Por - em 103

Aprender brincando é o objetivo do Caminho do Conhecimento, localizado nos jardins da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. São experimentos científicos interativos que ensinam conceitos básicos de ciências humanas, exatas e da natureza a estudantes e visitantes da Casa. Durante a semana, a prioridade do Caminho do Conhecimento são as escolas agendadas. Já nos finais de semana, as sessões são gratuitas e abertas ao público. Os horários disponíveis são, pela manhã, às 10h30 e 11h; à tarde 15h30, 16h, 16h30, 17h e 17h30; e à noite, às 18h30, 19h e 19h30.

O Caminho do Conhecimento procura trabalhar conceitos de peso, massa, força e energia de forma lúdica. “Trabalhamos diversos outros conceitos, como filosofia e história, já que alguns experimentos nasceram na Grécia antiga, a exemplo dos Poliedros de Platão”, contou a chefe do Setor de Monitoria, Kamilla Fernandes. São 12 experimentos distribuídos em 900 metros de caminhada, onde os monitores da Estação Cabo Branco explicam a função de cada equipamento.

As escolas interessadas em percorrer o Caminho do Conhecimento precisam fazer um agendamento prévio realizado pelo Setor de Gestão Educacional da Estação Cabo Branco, por meio dos telefones 3214.8270 e 3214.8303.

Os experimentos 

Políedros de Platão – É composto por cinco peças sólidas, formado por um tetraedro, um hexaedro, um octaedro, um dodecaedro e um icosaedro, medindo todos 1,5 centímetro. As peças foram confeccionadas em fibra de vidro estruturada e resina pigmentada. “Na natureza, esses objetos surgem nos cristais. Platão percebeu isso há muito tempo e notou, também, que tudo que existe na natureza é constituído por água, terra, fogo, ar e movimento”, explicou Kamilla Fernandes.

Bicicleta da Corda Bamba – Foi construída em aço-carbono com pêndulo de 50 quilos acoplado na parte inferior. A bicicleta está suspensa sob um cabo de aço de 10 metros. No local, há duas plataformas de embarque ou atracadores para o experimento com altura de 1,8 metros do solo e uma proteção lateral de 70 centímetros. Com essa bicicleta é possível o deslocamento do experimentador de um atracador da torre a outro sobre o cabo de aço esticado entre eles. Com isso, podem-se demonstrar de forma lúdica as situações de equilíbrio mecânico e centro da massa.

Giroscópio – É destinado à demonstração da composição tridimensional dos movimentos de rotação. O experimento tem estrutura periférica em tubo cilíndrico de aço inox. A parte móvel externa quadrada possui extremidades chanfradas. O setor móvel interno tem formato hexagonal, com apoio de pés com regulagem de altura fixada em tubo também de inox, com encosto almofadado para as costas e cinto de segurança regulável.

Balanços Acoplados – Demonstram a ressonância e a oscilação pendular com frequência dependente do cumprimento do balanço. O experimento possui quatro balanços acoplados de tamanhos iguais dois a dois, com estrutura de tubo galvanizado, acentos de polipropileno denso, relevo de rampa para balanços mais curtos em fibra de vidro estruturada e resina pigmentada.

Pêndulo da Coragem – Um experimento destinado à demonstração da conservação da energia mecânica. O pêndulo tem uma estrutura de aço com proteção lateral e elevação do pêndulo por meio de mecanismo acionado pelo experimento, com esfera de aço inox 304. De lado da estrutura o experimentador posiciona o queixo e tem a sensação de que a esfera chegará até o seu rosto, sem que isso de fato aconteça.

Parabólicas Comunicantes – São utilizadas para demonstrar a convergência de ondas quando refletidas em uma superfície côncava em resina de poliéster e manta de fibra de vidro. Como um telefone sem fio, o experimentador fica de um lado da concha e dita algumas palavras; do outro, uma segunda pessoa escuta e retorna a mensagem.

A Flauta de Pan – É um experimento científico da série que emite o padrão das ondas sonoras absorvidas de acordo com o comprimento de um tubo de PVC rígido de 75 milímetros de diâmetro e comprimento com variações de 0,4 metros a 1,4 metros.

Pontes Romanas – Este experimento é uma verdadeira aula de arquitetura e engenharia juntas. Demonstra a distribuição dos blocos encaixados de modo a formar uma superfície côncava ou conexa e as situações de equilíbrio estático. Os blocos são em fibra de vidro estruturada e pigmentada, cuja justaposição forma pentágonos e hexágonos que, juntos, irão compor uma superfície convexa.

Sistema de Roldanas – Possui três tipos distintos de associações de roldanas, estruturado em tubo galvanizado com guias anelares em polipropileno denso, com limitadores de deslocamento vertical e acentos para o experimentador.

Esfera de uma tonelada – Demonstra a minimização do atrito com a formação de uma lâmina d’água entre a superfície de uma esfera e a calota côncava correspondente. A esfera possui 0,6 metros de diâmetro. Na base, uma bomba injetora medindo 0,8 metros de diâmetro com carenagem periférica de aço inox.

Relógio do sol – Experimento que possui ajuste azimutal para latitude e estações do ano. Foi construído em acrílico e resina de poliéster cristal incolor.

Xadrez Gigante – Peças de xadrez grandes confeccionadas em resina e fibra de vidro estruturada e pigmentada, com bases cônicas e um tabuleiro pintado em piso cimentado. Neste experimento, o professor poderá fazer com os alunos façam a simulação de jogo de xadrez em proporções gigantes para exercitar o raciocínio lógico.

SERVIÇO:

Caminho do Conhecimento

Horários: Manhã, 10h30 e 11h

Tarde, 15h30, 16h, 16h30, 17h e 17h30

Noite, 18h30, 19h e 19h30

Local: Jardins da Estação Cabo Branco

Informações: 3214.8303/ 3214.8270

www.joaopessoa.pb.gov.br/estacaocb

CONTATO PARA IMPRENSA

Wetervan Fernandes

Chefe do Setor de Gestão Educacional

Fone: 8737.1808

Email: wertevan@gmail.com