Campanha de combate a exploração sexual começa nesta quarta na Capital

Por - em 94

Os meios de hospedagem e os Postos de Informações Turísticas de João Pessoa estarão a partir desta quarta-feira (16) reforçando a distribuição de panfletos, cartazes e material de conscientização para o combate a exploração sexual. A medida faz parte do apoio que a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Turismo, vem dando para que as pessoas evitem e denunciem através do Disque 100 o abuso e violência contra crianças e adolescentes.

A Campanha ‘Deixe e leve boas lembranças do Nordeste’, lançada na noite da última terça-feira (15), no auditório da PBTur, tem como objetivo dar maior visibilidade e combater a violência sexual que faz vítimas crianças e adolescentes. A campanha também visa informar a sociedade sobre as ações desenvolvidas e elaborar estratégias de enfrentamento à violência sexual solicitando engajamento e comprometimento dos poderes executivo, judiciário e legislativo, com ênfase a divulgação do Disque 100.

“Além de se engajar na campanha, a Prefeitura de João Pessoa já desenvolve trabalhos nos mais variados meios de forma preventiva como também no setor turístico com ações junto aos aeroportos, rodoviárias, hotéis, pousadas e restaurantes”, disse o secretario de turismo, Francisco Linhares.

Linhares ainda ressaltou a importância da denuncia no combate a exploração sexual. “Depois das campanhas em parceria com entidades privadas, poder publico das três esferas e apoio da população, às denuncias cresceram e diversos casos puderam ser constatados e punidos dentro da lei, o que não significa que tenha necessariamente crescido a violência, mas sim saído do anonimato, pois muita gente tinha medo de denunciar, mas com o disque 100 (serviço gratuito) e a garantia do sigilo do denunciante as pessoas passaram a colaborar”, acrescentou.

Os números do Disque 100 – Criado em maio de 2003 com o objetivo de facilitar denúncias de atos de agressão contra crianças e adolescentes, o Disque 100 já registrou  174.088 denúncias em todo o Brasil. A Paraíba ocupa o 6º lugar no Nordeste em números de pessoas denunciantes e está em 13º à  nível nacional. São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia são os Estados com maior incidência de casos de abusos e violências contra crianças e adolescentes e também os que mais denunciam tais práticas.