Campanha quer vacinar mais de 52 mil crianças contra a Pólio

Por - em 64

A Prefeitura de João Pessoa realiza no próximo sábado (14), das 8h às 17h, a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. Com o slogan “Tem que vacinar, não pode bobear”, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) espera vacinar 52.658 crianças menores de 5 anos de idade e manter a população livre da paralisia infantil.

A abertura da campanha acontecerá na Unidade Integrada de Saúde São José, localizada na rua Vigorino Florentino Costa, em Manaíra. As crianças serão recebidas pelos Zé Gotinha e os personagens que fazem a alegria da garotada.

Na Capital, a SMS está disponibilizando a vacina 160 postos nas Unidades de Saúde da Família e serviços referenciados, além de 20 postos móveis que funcionarão no Supermercado Bompreço, na Praça Castro Pinto, Bompreço da Lagoa, Shopping Tambiá, Shopping SEBRAE, Farmácia Roval (D.Pedro II), Carrefour, Hipper Bompreço (BR-230), Espaço Cultural, Iate Clube, Hospital de Guarnição (Epitácio Pessoa), Shopping Sul (Bancários), Shopping Manaíra e Pão de Açúcar (Miramar).

Na última segunda-feira (9), a SMS iniciou o abastecimento das doses das vacinas nos 180 postos de vacinação espalhados pela cidade. De acordo com a chefe da seção de imunização do município, Josânia Firmo, serão disponibilizadas 70 mil doses da vacina contra a pólio para que o município atinja a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde de vacinar 95% das crianças menores de 5 anos. “No ano passado, na primeira etapa da campanha, conseguimos vacinar 96% das crianças nessa faixa etária e esperamos neste ano repetir a dose e manter a cidade livre da paralisia infantil”, lembrou Josânia.

Para Josânia Firmo, é importante que os pais continuem colaborando tanto para manter a saúde dos seus filhos como para colaborar com a erradicação da doença no Brasil. Ela lembrou que os pais ou responsáveis devem levar a caderneta de vacinação para a atualização das vacinas que tiverem em atraso.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que pode provocar a paralisia dos membros inferiores ou até levar a morte. O vírus se instala e se multiplica no tubo digestivo e logo pode invadir o sistema nervoso central e atacar as células motoras. O último caso da poliomielite no País aconteceu em 1989 no município paraibano de Sousa e, desde então, a doença está erradicada no País graças às consecutivas campanhas promovidas pelo Ministério da Saúde.